sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Teca Calazans

Teresinha João Calazans, conhecida artisticamente como Teca Calazans, nasceu em VitóriaqES, no dia 20 de outubro de 1940.

Capixaba criada no Recife, Teca Calazans vem de família pernambucana e musical. Neta de um maestro, filha de uma bandolinista e irmã de pianistas, conviveu com a música desde a infância.Cantora desde que se entende por gente, começou, em Recife, sua carreira como atriz no Movimento de Cultura Popular. Foi nessa época que pesquisou as danças e folguedos da região. A sua estréia no disco foi, inclusive, com uma seleção de cirandas, em 1967, num 45 rotações. Em 1968 foi para o Rio, onde trabalhou como atriz no Teatro Opinião e em programas de televisão.

Em 1970, Teca decide se instalar na França e forma com Ricardo Vilas a dupla, "Teca & Ricardo" que gravou cinco Lps. Um show de quatro semanas no Olympia, convidados por Claude Nougaro, ao lado de Baden Powell, fizeram a dupla conhecida. Sucesso na França e sucesso no Brasil logo na chegada em 1980, com dois Lps gravados na EMI/ODEOM. A dupla desfez-se, Teca começa sua carreira solo, e algumas de sua composições foram gravadas por nomes como Milton Nascimento (Caicó), Gal Costa (Atrás da luminosidade) e Nara Leão (Firoliu)… Enquanto permaneceu no Brasil, Teca gravou mais cinco discos e apresentou durante dois anos, um programa na TV Educativa, chamado "Forró".

Em 1988, ela volta para a França, onde firmou definitivamente sua carreira. A partir de 1991, aparecem sucessivamente no mercado europeu” Teca Calazans canta Villa-Lobos”,” Pizindim” (sobre a obra de Pixinguinha que recebeu a menção Choc du Monde de la Musique),” Intuição”, “O Samba dos Bambas”, (com a participação do grupo instrumental "O Trio") “Firoliu” (com a participação de Baden Powell) e Alma de Tupi. Todos esses discos foram lançados no Brasil pela Kuarup Discos, exceto “Pizindim”, lançado pela Gravadora Atração Produções Artisticas.

Paralelamente à sua carreira artística, Teca Calazans deseja mostrar ao público europeu um outro aspecto da música brasileira : o da cultura popular nordestina.

Ela realiza para o selo Buda Musique, dois discos sobre a música do Nordeste a partir do acervo sonoro dos anos 1916 a 1945; "Musique du Nordeste" (Menção Choc du Monde de la Musique). Ainda para o selo Buda Musique "Collection Musique du Monde", produziu e realizou três discos sobre a música popular do Nordeste: "Cantadores Repentistas" com os poetas Oliveira de Panelas e Daudeth Bandeira (menção quatro estrelas na revista Le Monde de la Musique e na revista Repertoire); "Cavalo Marinho, fête de rue du Nordeste", e "Aboio & Embolada do Nordeste".
Para a gravadora Frémeaux & Associés realizou as seguintes antologias :
"Brésil, le chant du Nordeste, 1928-1950" (menção "Quatro forte" de Télérama).
"La guitare brésilienne contemporaine Label Kuarup 1977-2004".
"De Bahia aux sertões, Brésil - les chants de la mer et de la terre 1939-1955".

Um CD de cantigas de roda e parlendas para crianças :
"Écoute le Brésil, chants et comptines pour enfants"

Em Agosto 2002 Teca participou do espetáculo "Cantoria Brasileira" no Canecão em comemoração aos 25 anos de Kuarup. O CD ao vivo deste show foi indicado para o "Grammy Latino" em 2003.

“Teca Calazans & Heraldo do Monte” - voz e viola, produzido pela Kuarup, foi indicado para o prêmio "TIM da Musica Brasileira" na categoria "Melhor disco de MPB". Este disco foi lançado na França pela Buda Musique em Dezembro de 2005.

En 2007 lançamento do CD “Impressões sobre Mauricio Carrilho & Meira”(gravadora UMES CPC).
ALGUNS SHOWS IMPORTANTES
Show no Teatro Teodoro de Macéió e no Teatro de Santa Isabel em Recife (2007).
"Salão de Música", La Comédie de Reims, França (2005).
"Pestacles", Parc Floral de Paris- França (2005).
"Show Alma de Tupi", Teatro Santa Isabel, Recife, Brasil (2003).
"Cantoria Brasileira" : Palácio das Artes, Belo Horizonte (2003), Canecão, Rio de Janeiro (2002), 20° Festival do UAI-Poços de Caldas (2002), Teatro Municipal de Niterói (2002).
Festival do "Avante", Lisboa, Portugal (2000).
Tournée no Japão (2000).
Festival da "Música Tradicional Brasileira", Genebra, Suíça (2000).
Festival de "Jazz Viena", França.
Festival de "Percussão", Chateauvallon, França.
Festival "Paixão Cannes Guitare", França.
Festival "Guitare Master dePau", França.
Festival "A primavera do livro", Cassis, França.

A cantora permanece na ativa, realizando shows por todo o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário