sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Luiz Caldas

O cantor, compositor e instrumentista Luiz César Pereira Caldas, conhecido como Luiz Caldas, nasceu em Feira de Santana, Bahia, em 19 de janeiro de 1963.

Luiz Caldas / 1987
Desde cedo, a música fazia parte das brincadeiras de Luiz Caldas. Tinha mania de imitar os artistas que apareciam na televisão e, entre uma brincadeira e outra, aconteceu o seu aprimoramento para as futuras performances nos palcos.

Na infância, sua diversão predileta girava entorno do som. Brincava de confeccionar instrumentos musicais usando cabo de vassoura, lata e caixa de papelão. Tempos depois, quando ingressou em bandas de baile, atuou, inicialmente, como cantor e, logo depois como instrumentista.

Aprender as novas canções tocadas nas rádios era o que mais motivava para Luiz Caldas a seguir a carreira artística. A brincadeira de cantar, imitando outros artistas, acabou virando o seu ofício.


Luiz Caldas 
Depois de atuar em várias bandas de bailes pelo interior baiano, veio o seu trabalho no Trio Elétrico Tapajós, um dos trios mais importantes do Carnaval baiano e que manteve acesa a chama do que fora inventado por Dodô & Osmar.

No Trio Tapajós, teve a sua primeira canção, "Oxumalá", gravada em disco. A partir de então, seguiram-se várias gravações.

Já morando em Salvador, Luiz Caldas formou a minha própria banda, a "Acordes Verdes", e iniciou a carreira solo. Paralelamente, passou a trabalhar também no estúdio WR, de Wesley Rangel. Na WR, gravou o primeiro disco autoral, um compacto simples com as canções "O Beijo" e "Como um Raio".


Luiz Caldas 
Em 1985, gravou o LP "Magia", disco emblemático que deflagrou o que viria a ser a Axé Music. A canção "Fricote" ("Nega do cabelo duro") puxou a vendagem desse disco e o Brasil passou a me conhecer também pelo fato de andar descalço e vestindo-se de forma diferente para os padrões da época.

Luiz Caldas é o precursor de um estilo de música amparado pelo clima carnavalesco e emplacou muitos sucessos nos discos seguintes, consolidando a carreira solo.

Ganhou também projeção nacional e internacional com o sucesso de "Tieta", tema da novela com o mesmo nome, da Rede Globo.

Ao longo de sua carreira vendeu mais de dois milhões de discos.

Em 2006, Luiz Caldas recebeu a Coroa da Prata no programa Rei Majestade apresentado pelo SBT.


Luiz Caldas 
Na semana que antecedeu o carnaval de 2009, foi anunciado o projeto “Luiz Caldas 130 Canções Inéditas” que pretende mostrar toda a versatilidade do cantor.

Em menos de um ano, Luiz Caldas compôs 130 canções, de nove estilos diferentes, que serão lançadas em duas caixas com 10 discos. Cada álbum será dedicado a um ritmo.

“Nesse trabalho não tem nenhuma regravação, é tudo novo. Comecei a compor em março e terminei em novembro de 2008. Nos discos tenho parcerias com Zeca Baleiro, Sandra de Sá, Seu Jorge, Raimundo Sodré, Cesar Rasec, André Abujamra, Rogério Duarte. Nove dos dez discos foram gravados no meu próprio estúdio, só o de Rock que eu gravei no estúdio T, que é o celeiro do Rock na Bahia. Os outros estilos são; Samba, Forró, Frevo, Musica super popular Brasileira, Instrumental de Violão, Axé, Tupi (todo na língua dos índios) e 2 discos de MPB”, destaca o cantor.

Luiz Caldas deixa claro que em nenhum momento deixou de lado a axé-music, mas que o projeto é uma oportunidade dele fazer outros estilos de música que também gosta. “Vou continuar a fazer tudo que eu gosto, e Rock é um estilo que eu gosto muito. Sou o criador da axé-music e nunca deixei de fazer shows em trios e micaretas”.


Luiz Caldas 
Durante o carnaval de 2009, o músico se apresentou em Salvador, Brasília, Correntina e Cipó, no interior da Bahia.

Com tanta inspiração para criar 10 discos em menos de um ano, Luiz Caldas revela que não sobra tempo para ouvir outras músicas. “Não dá para compor tanta coisa ouvindo os outros, senão você acaba copiando ou plagiando alguém”.


Luiz Caldas 
Por fim, o cantor ressalta que o projeto com 130 música inéditas não anula a sua carreira em cima dos trios, mas que, no momento, pretende também dar uma atenção toda especial ao seu lado mais rock. “Vou continuar tocando todo tipo de musica que me der na telha. Só que agora vou dar uma atenção maior ao meu lado Rock And Roll, me aguardem”, conclui.

Para conhecer mais sobre o novo trabalho de Luiz Caldas, basta acessar o www.myspace.com/luizcaldas.

Fontes: Site Oficial Luiz Caldas, Blog Vitrola.


                                                                           Luiz Caldas - "Tieta" / 1989



                                                                     Luiz Caldas - "Odé e Adão" / 1988



                                                                                    Luiz Caldas - "Haja Amor"


                                                                              Luiz Caldas - "Fricote" / 1985



                                                                                    Luiz Caldas - "Zorra"



                                                 Luiz Caldas e Lulu Santos - "Atmosfera e Ar" - Globo de Ouro / 1989



                                                                                 Luiz Caldas - "Ideais"





Nenhum comentário:

Postar um comentário