sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Denise Emmer

Denise Emmer Dias Gomes Gerhardt nasceu no Rio de Janeiro/RJ, em 18 de junho de 1958.

Mais conhecida como Denise Emmer, é uma poeta, compositora, cantora, violoncelista e escritora brasileira.

Denise começou a compor aos 10 anos, e ainda no colégio fazia composições em português arcaico, como “Galvan el gran cavalero” e “Aquestas mañanas frias”.

Estudou piano clássico e formou-se em física. É pós-graduada em filosofia ( especialização-lato-sensu) pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Graduou-se também em violoncelo pelo Conservatório Brasileiro de Música(bacharelado), sob a orientação do violoncelista Paulo Santoro. Além disso, é autodidata em flauta doce e violão.

Filha dos escritores Janete Clair e Dias Gomes, tornou-se primeiramente conhecida por temas musicais compostos para personagens das telenovelas, tais como "Pelas muralhas da adolescência", Bandeira 2, e "Alouette", Pai Herói, "Tema verde" , Assim na Terra como no Céu, "O amor contra o tempo" e "Montanhês" , Bravo!, "Pedra de ouro", O Pulo do
Gato, "Companheiros",Sinhá Moça, entre outros, alcançando depois, reconhecimento pela sua vasta e premiada produção poética.

O compacto simples "Alouette", lançado em 1980 (um ano depois da novela), vendeu mais de 300 mil cópias, o que rendeu a Denise o Disco de Ouro e o reconhecimento público, participando de vários programas de televisão, como o Fantástico. Essa canção seria incluída posteriormente na coletânea Belle France, da Globodisc, além de uma versão instrumental no compacto duplo que incluía "Chocolat", "Jardineiro" e "Sândalus", todas de Denise e com solo de flauta doce da própria compositora.

Na década de 1980, foi assistente de Waltel Blanco na produção de trilhas sonoras de novelas e seriados, como O Bem-Amado e Quarta nobre.
O primeiro long playing veio em 1980, “Pelos Caminhos da América”, que continha composições suas ("Lavadeiras", "Boiadeiros do céu", "Garganta”, etc.), de Milton Nascimento ("Minha cidade suja", sobre poema de Ferreira Gullar) e outras. O disco tinha arranjos do Grupo Água, com quem Denise se apresentou em show no Parque Laje, no Rio de Janeiro.

Em 1981 veio o LP “Toda Cidade É um Pássaro”, em que atuou como cantora e instrumentista. As canções eram todas suas. Em 1983 gravou o LP “Canto Lunar”, também só com canções suas. A canção-título seria, anos depois, gravada pelo grupo Tarancón.

Ainda na década de 1980, participou da trilha sonora de outras telenovelas da Globo: "Lavadeiras" foi para Coração Alado, de Janete Clair; "Cavaleiro do Rio Seco" foi para Voltei pra Você, de Benedito Ruy Barbosa; e "Companheiro" foi para Sinhá Moça, também de Benedito.

O LP “Cantiga do Verso Avesso” veio em 1992 e também era todo de canções próprias, algumas sobre poemas conhecidos, como "Soneto do amor nascendo" (Pedro Lyra), "Canção" (Ivan Junqueira), "Poema do cego, da noite e do mar" (Moacyr Félix). A canção "Cavaleiro do Rio Seco" foi homenagem ao compositor Elomar. O disco teve participação de Jacques Morelenbaum.

Em 1994, criou o grupo Trovarte, em que cantava, acompanhada pelo violão de Beto Resende, a viola de Ivan Sérgio Niremberg e o violino de Ludmila Plitek. O grupo se apresentou na Academia Brasileira de Letras e na Casa de Cultura Estácio de Sá, entre outros palcos.

O CD “Cinco Movimentos e um Soneto” (1995) foi todo com poemas de Ivan Junqueira musicados por Denise, também com participação de Jacques Morelembaum em algumas faixas.

Ainda musicando poemas consagrados, Denise gravou, em 2004, o CD “Mapa das Horas”, no qual cantou e tocou violoncelo. O repertório inclui poemas de João Ruiz de Castelo-Blanco ("Partindo-se"), do século 15, Diogo Brandão ("Pois tanto Gosto Levais"), do século 16, e de autor desconhecido do século 15 ("Cantiga da Ribeirinha"). Os arranjos, de estilo medieval, tinham instrumentos como viola de gamba, alaúde, oboé, organeto medieval, etc. O disco foi lançado em show na Academia Brasileira de Letras.

Desde 2001 faz parte da Orquestra Rio Camerata, como violoncelista.

Na literatura, publicou vários livros, dos quais nove de poesia e dois romances. Conquistou oito prêmios literários. Em maio de 1990, tornou-se membro titular do Pen Club do Brasil.

Fonte: Wikipédia

Um comentário:

  1. Em 1984 interpretou a música de abertura do Caso Verdade "Cora Coralina", belíssima canção que parece ter se perdido no tempo e da qual não se consegue saber o título e obter alguma gravação.

    ResponderExcluir