sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Jane Morais

A cantora Jane Vicentina do Espírito Santo, artisticamente conhecida como Jane, nasceu em Tatuí, SP, em 1943.

Jane Morais nasceu em família de músicos. Seu pai e irmãos também são músicos.

Aos seis anos de idade, Jane começou a cantar no Clube Papai Noel, na rádio Tupi e foi a estrelinha do "Canguru Mirim", no programa infantil de Ribeiro Filho, também na radio Tupi.

Participou dos primeiros teatros de vanguarda, também na televisão Tupi, ao lado de Walter Foster. Nessa época, Jane já trabalhava como modelo em comerciais de televisão.

Aos 16 anos, Jane iniciou sua carreira como profissional na orquestra do Zezinho e Luiz Arruda Paes, como crooner e vocalista com seus irmãos Sidney, Geraldo e Roberto.

Apresentou-se, em seguida, durante um ano e meio no “João Sebastião Bar”, bar especializado em bossa nova e jazz, com o grupo de Ely Arcoverde.

Ao mesmo tempo, Jane seu primeiro disco solo “Janinha”, com músicas de Walter Santos ( "Amanhã" e "Caminho") pela gravadora Farroupilha, lançado fora do Brasil pela Malandro Records.

Jane Moraes atuou como cantora de jingles de 68 a72, sendo sempre requisitada para grandes campanhas como “Chevrolet”(GM); Açúcar União, dentre outras.

Junto com seus irmãos Sidney e Roberto, Jane formou o inesquecível conjunto vocal ‘Os 3 Morais.’

Só para se ter uma idéia da importância deste trio, além de seus próprios discos, participaram das gravações e dos shows dos artistas Baden Powell, Chico Buarque de Holanda, Eduardo Gudin, Johnny Alf, dentre outros. O trio participou, também, de todos os festivais de música da época, lançando grandes nomes, como o de Eduardo Gudin, Tom Zé, Egberto Gismonti, dentre outros.

Jane Moraes foi convidada, então, por Chico Buarque de Holanda, para cantar solando em seu disco a música “Com açúcar e com afeto”, numa gravação que se tornou insuperável.

Por ter formação jazzista, Jane foi convidada para ser a primeira mulher a assinar e participar do primeiro Clube dos Amigos do Jazz de São Paulo “O Canja”.

Em 1972, Jane ganhou o primeiro lugar no Festival Universitário da televisão Tupi, canal 4.

Voltou a gravar em carreira solo, pela gravadora Odeon, músicas de Lupicinio Rodrigues, Antônio Carlos Jobim e Eduardo Gudin, com a produção de Fernando Faro.

Em 1974, Jane assinou contrato com a gravadora RCA, juntamente com o marido e cantor Herondy, lançando a dupla “Jane & Herondy”.

Já em 1991, Jane Moraes voltou a se apresentar sozinha retornando ao seu estilo Jazz e Bossa Nova, apresentando-se no projeto “Via Paulista”(Sesc), ao lado de Heraldo do Monte e Johnny Alf e no “Ópera Room”, com o Show “Jane Moraes - Lado A”, com a participação do maestro e arranjador Adilson Godoy. Esse show contou com a direção de Fernando Faro --programa “Ensaio” da TV Cultura -- e a coordenação de Herondy na cidade de São Paulo e em Teatros Municipais do interior, nas cidades de Araraquara e São José dos Campos.

Em 2005, Jane participou do vídeo “Bossa Nova, Aqui Tem “, patrocinado pela Petrobrsque conta a passagem da Bossa Nova por São Paulo.

Em 2006, Jane Moraes também fez sua primeira produção em disco. Produziu e dirigiu o famoso designer de jóias do Brasil Guerreiro em seu primeiro CD , cantando temas do jazz, lançado em março de 2007.

Em maio de 2007 lançou junto com seus irmãos, Moraes, o CD inédito de "OS 3 MORAES - Uma Historia em 3 Vozes"

Tambem em 2007 lançou seu livro:"GUIA PRÁTICO DE INTERPRETAÇÃO VOCAL PARA CANTORES POPULARES"

Embora tenham terminado o casamento e tenham, os dois carreira solo, Jane e Herondy ainda apresentam-se juntos, sendo a mais recente na "Virada Cultural", na Capital de São Paulo em maio de 2009.

Fontes: Blog Jane e Herondi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário