sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Ednardo

José Ednardo Soares Costa Sousa nasceu em Fortaleza,PE em 17 de abril de 1945.

Estudante de piano dos 10 aos 14 anos, somente aos 23 começou a aprender violão, como autodidata. Juntou-se ao ''pessoal do Ceará'' em 1969, quando o curso de Arquitetura da Universidade Federal era o centro nervoso das artes cearenses. Depois, ao descer para o Sul, no início dos anos setenta, enveredou nos caminhos irregulares da música com o LP ''Meu Corpo Minha Embalagem Todo Gasto na Viagem'', ao lado dos amigos Rodger Rogério e Teti.

Ednardo é compositor e autor de mais de trezentas e cinquenta obras e canções, entre as quais a canção "Pavão Mysterioso", tema da novela Saramandaia. Letra e música realizada no tempo da repressão e ditadura militar no Brasil. Gravada em 1974 e o grande público teve conhecimento em 1976, após a música ser incluida como abertura da novela/folhetim eletrônico Saramandaia.

Esta música possui mais de 20 (vinte) regravações, é considerada sagrada pelos Indios do Xingú nos rituais religiosos, tem regravações na Europa orquestrada por Paul Mauriat; por grupos chilenos - Inti-Aymará e Nacha, por Elba Ramalho, Ney Matogrosso, por bandas de Rock e Maracatús e muitos outros.

Em 1975, participou do Festival Abertura com a música "Vaila", em parceria com Brandão. Fez a música e o clip de encerramento da novela "Tocaia grande", de Walter Avancini, pela TV Manchete, nos anos 1990.

Ednardo sempre teve uma afinidade muito grande com o Cinema e a TV. Tudo começou com Pavão Myzteriozo, música de abertura da novela ''Saramandaia'', da TV Globo. Depois vieram as trilhas sonoras dos Filmes ''Luzia Homem'', (Fábio Barreto) ''Tigipió'' e ''Calor da Pele'' (Pedro Jorge) e ''Cauim'' (Ednardo).

Em 25 anos de carreira compôs mais de 250 músicas e letras, lançando 12 discos, além de quatro trilhas sonoras de filmes. Entre os grandes sucessos de Ednardo estão"Terral", "Pavão misterioso", "Artigo 26", "A manga rosa", "Beir-mar", "Carneiro", "Enquanto engomo a calça" e "Rubi".

Em 2002, gravou com Belchior e Amelinha o CD "Pessoal do Ceará", produzido por Robertinho do Recife, no qual constaram antigas composições suas como "Artigo 26" e "Pavão misterioso", além da inédita "Mote, Tom e Radar".

Ednardo continua se apresentando em shows, principalmente pela região Nordeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário