sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Odair José

Odair José de Araújo nasceu em Morrinhos/GO, em 16 de agosto de 1948.

Odair começou como crooner na adolescência, até meados dos 17 anos, quando começou a compor. Quando adolescente chegou a formar uma dupla caipira com um amigo.

Mudou-se para o Rio de Janeiro com 18 anos, onde trabalhou como cantor de boates suburbanas e circos, guitarrista de inferninhos na Lapa. No início da década de 70 começou a compor músicas baseadas no que observava na realidade dos inferninhos, bordéis e boates. Seu primeiro compacto, "Eu Vou Tirar Você Deste Lugar", falava de um homem apaixonado por uma prostituta, e tornou-se um de seus grandes sucessos. Ele chegou a cantar a música em duo com Caetano Veloso no espetáculo “Phono 73”, organizado com o contratados da então gravadora Phonogram (hoje Universal).

Nos Anos 70 sua música teve influências da música caipira americana. Excursionou pelo country de raiz de Hank Williams e Johnny Cash em seus primeiros discos.

Em 1977 fez um opera-rock na música "O Filho de José e Maria", chegando a ser rotulado como o "Bob Dylan Brasileiro".

A partir dos anos 80 se consagrou no estilo brega com forte apelo popular como em "Uma Vida Só", conhecida popularmente pelo seu refrão, "pare de tomar a pílula", que foi censurada pelo governo brasileiro pelo suposto entendimento de que a canção fazia propaganda contrária à distribuição das tais pílulas para o controle de natalidade. O forte apelo popular também é encontrado na canção "Deixa Essa Vergonha De Lado", Odair José deu seu total apoio à empregada doméstica, função que no início da década de 1970 não era legalizada. A música de Odair ajudou em muito para que essa profissão fosse o que é hoje, por isso, Odair ficou com a alcunha de "o terror das empregadas". Vale lembrar, que na canção, Odair relata uma empregada que namora um rapaz, e, com vergonha, diz que aquela casa é a sua casa, que o garoto que leva pra escola é seu irmão, então, o moço pede para que a moça deixa a vergonha de lado, que, pelo fato de ela ser uma simples empregada, não modificará seu amor.

Odair José também emplacou sucessos tremendos como "Eu Vou Tirar Você Deste Lugar", "Eu, Você e a Praça", "Assim Sou Eu", "Na Minha Opinião", "A Noite Mais Linda Do Mundo", "Essa Noite Você Vai Ter Que Ser Minha", "Foi Tudo Culpa do Amor", "Sem Saída", entre outros. Além do grande hit "Cadê Você" composta e gravada por Odair José no início da década de 1970 e que estourou nas paradas em 1990 nas vozes de Leandro e Leonardo, sendo que esse hit foi também regravado por Roberta Miranda.

Odair conta uma curiosidade na época em que Leandro e Leonardo pretendiam gravar "Cadê Você", pois a dupla o encontrou e disse a ele que faltava uma parte na canção. Odair disse à dupla que estava certo, que a música era assim mesmo. Leandro e Leonardo então gravaram e a música se transformou em um dos maiores sucessos da dupla.

Odair José foi casado com a Cantora Diana, com quem teve uma filha, Clarice, mas logo se separaram, após uma relação conturbada.

De volta à mídia desde o final da década de 1990, Odair José continua fazendo jus ao estilo musical que o trouxe as paradas de sucesso.

Em 2006 lançou o 32° disco de sua trajetória como cantor e compositor, “Só Pode Ser o Amor”. Neste mesmo ano apareceu na TV em uma propaganda de cartão crédito e recebeu uma justa homenagem musical no CD “Vou Tirar Você Desse Lugar - tributo a Odair José” (Allegro Discos), que traz nomes do rock nacional e da MPB como o titã Paulo Miklos, Pato Fu e Zeca Baleiro, cantando seus grandes sucessos.

Em maio de 2009, Odair José participa da Virada Cultural na Capital de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário