sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Joanna

A cantora e compositora Joanna, nome artístico de Maria de Fátima Gomes Nogueira, nasceu em 27 de janeiro de 1957 no Rio de Janeiro/RJ.

Joanna
Criada no subúrbio carioca, começou a carreira de cantora em festivais do interior do estado, atuando também como backing vocal de conjuntos de bailes e casas noturnas. Assinou com a gravadora RCA (que posteriormente se transformou em BMG até chegar ao nome atual Sony BMG) em 1979, graças ao sucesso em um programa de calouros, quando lançou o primeiro LP, "Nascente", que vendeu 80 mil cópias.

O primeiro grande sucesso radiofônicode Joanna foi a canção "Descaminhos", daquele mesmo disco; foi composta em parceria com Sarah Benchimol, que a projetou nacionalmente.


Joanna
Seus discos tinham uma linha mais comercial no início da carreira, principalmente de músicas para trilha sonora de telenovelas e atendendo às tendências de mercado, como no caso das baladas "Decisão" ( da novela Brilhante) e "Momentos" (da novela "Coração Alado").

As músicas românticas são as mais recorrentes na carreira de Joanna. Nos primeiros discos da carreira são encontradas canções de Chico Buarque, Roberto Carlos, Tom Jobim, Hermínio Bello de Carvalho, Gonzaguinha, de quem gravou muitas canções como "Quarto de Hotel" e "Uma Canção de Amor", Milton Nascimento, dentre outros.

Milton Nascimento compôs, em 1981, a canção "Nos Bailes da Vida", em parceria com Fernando Brant, especialmente para Joanna. A música faz parte do disco "Chama", lançado naquele mesmo ano. Naquela época também lançou "Estrela Guia", "Vidamor" e "Brilho e Paixão", de 1980, 1982 e 1983, respectivamente.


Joanna
Entre 1984 e 1988, Joanna lançou quatro discos intitulados apenas "Joanna", feito que ocorreu novamente em seu disco de 1991.

Em 1980, Joanna gravou o especial Mulher 80, na Rede Globo, um dos momentos marcantes da televisão. O programa exibiu uma série de entrevistas e musicais cujo tema era a 'Mulher' e a discussão do papel feminino na sociedade de então. O tema foi abordado no contexto da música nacional e da inegável preponderância das vozes femininas na MPB. Participaram do programa Maria Bethânia, Fafá de Belém, Zezé Motta, Marina Lima, Simone, Joanna, Gal Costa, além das atrizes Regina Duarte e Narjara Turetta que protagonizaram o seriado "Malu Mulher".

Valendo-se ainda do filão engajado da pós-ditadura e feminismo, cantou no coro da versão brasileira de "We are the world", o hit americano que juntou vozes e levantou fundos para a África ou USA from Africa. O projeto "Nordeste Já", de 1985, abraçou a causa da seca nordestina, unindo 155 vozes num compacto, de criação coletiva, com as canções "Chega de Mágoa" e "Seca D´água". Elogiado pela competência das interpretações individuais, foi, no entanto, criticado pela incapacidade de harmonizar as vozes e o enquadramento de cada uma delas no coro.


Joanna / 2007
Dentre os maiores sucessos de Joanna, na década de 1980, estão "Recado", de Renato Teixeira, "Amanhã Talvez" e "Amor Bandido", ambas de autoria da dupla Michael Sullivan e Paulo Massadas, dos discos de 1984, 1986 e 1988, respectivamente, que estouraram nas emissoras radiofônicas brasileiras.

O maior sucesso de vendas foi o disco de 1986, intitulado apenas "Joanna", que vendeu 600 mil cópias e contou com a participação especial do grupo "Roupa Nova." "Recado", seguida pelo sucesso de "Espelho", fez parte da trilha sonora da novela "Livre para Voar", de Walter Negrão, e "Amor Bandido", da novela "Bebê a Bordo", de Carlos Lombardi, ambas exibidas pela Rede Globo.

Joanna comemorou, em 1989, dez anos de carreira com "Primaveras e Verões", onde gravou canções de compositores habituais daquela fase de carreira e onde é encontrada uma parceria dela com Cazuza: "Nunca Sofri Por Amor".


Joanna / 2008
Na década de 1990, Joanna deixou o repertório comercial temporariamente de lado e se dedicou a projetos especiais.

Em 1994, Joanna lançou o disco "Canta Lupicínio", somente com músicas de Lupicínio Rodrigues que vendeu cerca de 400 mil cópias. Em 1997, no disco "Em Samba-Canção" passeou por diversas músicas do gênero de diversos autores consagrados da MPB, com canções escritas desde a década de 1930 até a atualidade. Ambos discos foram produzidos por Roberto Menescal. O encarte daquele último disco trazia história e textos sobre o samba-canção e as músicas.

Em 1998, fez um disco bastante elogiado crítica carioca, o "Intimidad", com clássicos do bolero latino-americano, na maioria muitíssimo conhecidos, como "Perfídia", "Tu me Acostumbraste", que fez parte da trilha da novela "Suave Veneno", "Piel Canela", dentre outros. O disco, produzido pelo mexicano Armando Manzanero e gravado totalmente fora do Brasil, atingiu a marca de 250 mil cópias vendidas.

Em 1999, comemorando 20 anos de carreira, Joanna grava o seu primeiro disco ao vivo no teatro João Caetano, no Rio de Janeiro. O trabalho traz regravações de antigos sucessos seus e choros e sambas de raiz inéditos. Vendeu 210 mil cópias. O maior sucesso desse disco foi a inédita "Tô Fazendo Falta", gravada em duas versões. A música estourou nas rádios brasileiras entre 1999 e 2000 e e ficou vários meses em primeiro lugar nas paradas radiofônicas. No ano seguinte, foi relançado numa versão simples com parte daquelas músicas e também com uma não constante da versão dupla: "Nada Sério", da trilha sonora da novela da Rede Globo "O Cravo e a Rosa", exibida naquele mesmo ano de 2000 e regravada no disco seguinte, "Eu Estou Bem".


Joanna / 2011
Na década de 1990, também lançou "Joanna" com várias músicas que fizeram parte de trilha de novelas, inclusive o clássico sertanejo "Meu Primeiro Amor" que ela gravou com Fagner; "Toque de Emoção" (Mulheres de areia); "Estranha Dependência" (Felicidade); "O que é que eu faço" (Salomé); "Vendaval" (Despedida de Solteiro). Alma, coração e vida e Sempre no meu coração, deste último a faixa-título foi trilha da novela Quem é você, e o primeiro teve duas faixas bônus no CD devido a problemas de pressão de espaço físico que não couberam, de 1991, 1993 e 1995 respectivamente, todos com grande sucesso de vendagem e execução.

Em 2001, Joanna voltou a investir no repertório popular-romântico com arranjos diferenciados e de tendência ao pop, mostrando também suas ncomposições. "Eu Estou Bem", que foi lançado em março do mesmo ano e reeditado quatro meses depois, devido à inclusão da música "A Padroeira", não constante da versão original, tema de abertura da novela homônima da Rede Globo. Sobre "A Padroeira", Joanna também declarou ser a sua música predileta e que fica visivelmente emocionada ao cantá-la. Naquele mesmo ano saiu da BMG e transferiu-se para a Sony Music, onde lançou "Em Oração" e "Todo Acústico".

A idéia da gravação do CD "Em Oração", que também rendeu um DVD (uma homenagem a Nossa Senhora Aparecida, de quem é devota desde criança), surgiu devido ao estrondoso sucesso de "A Padroeira". Ambos foram gravados na cidade de Aparecida do Norte. O "Todo Acústico", de 2003, traz regravações de seus sucessos nesse formato interpretadas junto com outros cantores.

Em 2004, Joanna chegou aos 25 anos de carreira e gravou o disco "25 anos entre amigos", em duetos com cantores da MPB, desta vez pela Universal Music.

Em 2006 lançou "Joanna ao Vivo em Portugal", país onde possui casa desde fins da década de 80 e é muito popular. Dessa vez, o disco foi gravado pela Som Livre e rendeu outro DVD - o segundo da carreira. Importantes duetos da carreira são Maria Bethânia, Gal Costa, Zeca Pagodinho, Jorge Aragão, Nelson Gonçalves, João Bosco, e outros.


Joanna / 2012
Desde o início da carreira, Joanna gravou ininterruptamente discos de grande vendagem, o que fez com que Joanna seja uma das cantoras brasileiras mais famosas tanto em seus país como no exterior. Recebeu centenas de prêmios e troféus e foi considerada, na América Latina, a melhor cantora do Mercado Latino, com o prêmio Ibero América dos anos 90. Já em Portugal, Joanna e Amália Rodrigues, cantora portuguesa de fados, ganharam prêmio similar, o Caravela de Prata.

Em 2011 enveredou pela música gospel, gravando um cd com músicas do padre Zezinho, intitulado "Em Nome de Jesus". Como fracasso do cd gospel, em 2012 Joanna voltou à MPB, realizando shows por todo o Brasil.

Fontes: Site Oficial Joanna; Site Música Popular.



                                                                                    Joanna - "Momentos" / 1980


                                                                                  Joanna - "Tua Fera" - Globo de Ouro


                                                                         Joanna - "Amor Bandido" - Globo de Ouro / 1987


                                                                        Joanna - "Vendaval" - Paradão da Xuxa / 1992


                                                                             Joanna - "Amanhã Talvez" / 2009


                                                                             Joanna - "Pra Começo de Conversa" / 2009


Nenhum comentário:

Postar um comentário