quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Regininha

Regina Amália Serra de Souza, ou Regininha, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 1º de outubro de 1945.

Estudou nos colégios Andrews, Sacré-Coeur e Brasileiro de Almeida, tendo sido contemporânea, neste último, dos compositores Marcos e Paulo Sérgio Valle e do cantor Eduardo Conde.

Em 1971, formou-se em Psicologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Estreou profissionalmente em 1966, participando do Musicanossa, evento que reunia compositores e intérpretes no Teatro Santa Rosa (RJ), apresentando-se com sua música "Ipanema" (c/ Durval Ferreira).

Entre 1968 e 1969, fez parte do A Turma da Pilantragem, tornando-se conhecida por ter inserido na gravação de "Primavera", de Carlos Lyra e Vinicius de Moraes, a frase "Me ajuda que a voz não dá...", na parte mais aguda da canção.

Em 1970, iniciou sua carreira solo, gravando, com muito sucesso, a música "Teletema", de Antonio Adolfo e Tibério Gaspar. Em seguida, André Midani e Armando Pittigliani, presidente e diretor da gravadora Philips (atual Universal Music), sugeriram que a cantora se unisse novamente a Dorinha Tapajós e Malu Balona (de A Turma da Pilantragem), para a formação do trio vocal Umas e Outras. O trio permaneceu no cenário artístico até 1971. Neste ano, casou-se e iniciou seu trabalho de vocalista em discos de outros cantores, como Alceu Valença, Elba Ramalho, Gilberto Gil, João Bosco, Ivan Lins, Reginaldo Rossi, Ângela Maria e Cauby Peixoto, José Augusto, Roberto Carlos, Chico Buarque e Edu Lobo, entre outros.

Em 1979, lançou o compacto duplo "Regininha", contendo as músicas "Lá vou eu" (Tavito e Ronaldo Monteiro), "Sempre viva" (Eduardo Souto Neto, Ribeiro e Paulo Coelho), "Simples mágica" (Jamil Joanes, Regininha e Ronaldo Monteiro) e "Aconteceu em Itaipu" (Eduardo Souto Neto, Marcio Moura e Paulo Sérgio Valle).

Trabalhou em publicidade, gravando jingles e locuções para clientes como Banco Nacional, Riviera dei Fiori e Brasil União de Todos (em que atuou, junto com Toninho Nascimento, na criação) e inúmeros outros. Ainda nessa área, fez parte da Zurana, produtora de publicidade cujos criadores eram Tavito, Paulo Sérgio Valle, Ivan Lins, Mariozinho Rocha, Eduardo Souto Neto e Renato Corrêa.

Em 1981, participou do disco "As vozes do jingle", juntamente com Luna, Fabíola, Márcio Lott e Flavinho. No ano seguinte, sua canção "Simples mágica" foi gravada por Roberto Carlos.

Trabalhou com o maestro Cipó durante seis anos, fazendo bailes no Rio de Janeiro e em outras cidades do país. Foi vocalista de Gal Costa durante um ano.

Desde 1982, faz parte da equipe de criação da Tapespot, atuando, ainda, como cantora e locutora, nas gravações dos jingles da produtora.

Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário