quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Adilson Ramos

Adilson Ramos de Ataíde nsceu no bairro de Campo Grande, cidade do Rio de Janeiro/RJ, em 7 de abril de 1945.

Filho de João Carneiro Ataide e Edetiva Ramos de Ataide; casou-se no dia 15 de dezembro de 1966 com a também carioca Ivani da Silva Ramos, com quem tem três filhos. Adilson Ramos tem dois irmãos: Nelson e Marlene.

Aos nove anos de idade recebeu do pai, uma sanfona de quatro baixos e tocava todas as músicas ouvidas nas rádios. Seu pai, apostando no dom do filho, lhe deu uma acordem e o colocou numa escola de música.

Aos onze anos compôs sua primeira música e dedicou à sua mãe. Aos doze anos passou a fazer parte do Cast do "Clube do Guri" com mais três rapazes do bairro de Santa Cruz, RJ, com o qual, aos 15 anos, gravou seu primeiro disco "Olga", lançado em 10 de abril de 1960.

Aos 18 anos gravou, já sozinho, outro disco e o lançou em 10 de abril de 1963, "Sonhar Contigo", sucesso que vem atravessando gerações, regravada por inúmeros cantores, dentre eles: "Elimar Santos", "Agnaldo Timóteo", "Orlando Dias", "Tânia Alves", "Irmãs Galvão", "Bienvenito Granda", "Orquestra Namorados do Caribe", e outros. "Sonhar Contigo" também fez parte da trilha sonora do seriado novela da TV Globo "Hilda Furacão".

Após o enorme sucesso, e muitas viagens, em 1967 Adilson afastou-se da carreira, quando apenas cuidou de suas indústrias de móveis. No ano de 1972, atendendo convite da "Polydor" voltou a gravar, e mesmo sem se dedicar (por estar dividido entre carreira e as indústrias), alcançou sucesso com "Fale Baixinho", versão da música tema do filme "O Poderoso Chefão".

Em 1977 gravou o disco de sua vida que até hoje está em catálogo, tendo vendido milhões de cópias que o imortalizou com o pout-pourrit dos maiores sucessos seus na década de 60, como "Sonhar Contigo", "Sonhei com Você", "Duas Flores", "O Relógio" e "Tão Somente uma Vez".

1984, foi o ano da virada, abandonou tudo no Sul e mudou-se para o Recife, já que nesta época, morava em São Paulo, mas passava a maior parte dos dias no Nordeste e principalmente na região de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Ceará. Adilson Ramos, diz ter sido esta, a maior e melhor decisão de sua vida, tendo em vista que se tornou, um recordista em vendagem de discos e números de shows, reencontrando-se assim com o sucesso. Lançou neste ano de 1984, pela gravadora RCA o LP "Em Nome do Amor", que estourou oito faixas.

Em 1985 veio à consa-gração total com "Só Liguei Porque Te Amo", versão da música "I Just Call To Say I Love You" de Stevie Wonder, tema do filme "A Dama de Vermelho".

Em 1986 gravou o LP "O Iluminado", que teve como o maior sucesso à música "A Chuva me Lembrou Você". Na contra capa trazia um monólogo de autoria do próprio artista, o qual deu o título ao disco: "Sou um homem iluminado pela fé que tenho em deus, nos homens e num amanhã sempre melhor, sou um homem iluminado pelas mensagens de amor, saudade e recordações que cantando, transmito aos meus irmãos, sou iluminado por ter tantos amigos".

Em 1989, já pela gravadora Continental, gravou o disco "O Carismático", este LP ficou marcado pela homenagem que prestou ao seu inesquecível amigo "Altemar Dutra", gravando um pout-pourrit com alguns de seus maiores sucessos: "Tudo de Mim", "Que Queres Tu de Mim", "Maria Helena" e "Sentimental".

Em abril de 1994 foi lançado pela BMG Ariola um CD que comemorou os 34 anos de carreira, intitulado de "Sempre Romântico". O CD é uma coletânea dos maiores sucessos de sua carreira, e é composto de 24 sucessos, dentre eles os originais, gravados no início da carreira, de "Sonhar Contigo", "Relógio", "Duas Flores" e "Sonhei com Você".

Lançado em dezembro de 1994 pela Warner Continental, "Boleros e Boleros", outro excelente trabalho em sua carreira, no qual usou de toda a experiência adquirida ao longo de seus então, 35 anos de carreira. Esse LP, é totalmente voltado ao romantismo dos boleros, um estilo de música que sempre teve e sempre terá o seu lugar garantido, não sofrendo com o surgimento de novas tendências, pois segundo o próprio artista, o amor é um sentimento que existe em todos os corações humanos, e quem ama é por natureza romântico. O repertório escolhido a dedo, traz sucessos imortais como: "Eu Vou Ter Sempre Você", "Brigas", "A Porta", "Contigo Aprendi", "Separação" e etc... E novos sucessos: "Você Ainda Mora em Mim", "24 Horas de Amor" e etc... O LP foi produzido pelo mesmo produtor que lançou Adilson Ramos, Paulo Rocco, falecido no início de 1995.

Em maio de 1996 foi lançado um CD com 20 faixas, intitulado "20 Super Sucessos de Adilson Ramos", com 36 músicas e vários de seus sucessos ao longo de seus 36 anos de carreira com novos arranjos, também alguns clássicos da música romântica brasileira como: "Quem é", "Negue", "Ninguém é de Ninguém", "Meu Nome é Ninguém", "Tortura de Amor", "Como Vai Você" e outros imortais sucessos internacionais como: "La Barca", "Unchained Melody", "Recuerdos de Ipacaray", selo "Polydisc", da "Sony Music".

Abril de 1998, lançou "20 Super Sucessos Volume 2", no qual, além de alguns sucessos de sua carreira, presta homenagens a vários colegas seus, que ainda hoje estão em plena atividade e sucesso como: "Reginaldo Rossi", "Jamelão", "Moacyr Franco", "Lulu Santos", "Renato e Seus Blue Caps", "Roupa Nova" e outros...

Em Março de 1999 lançou seu primeiro CD ao vivo, "Eu e Vocês", gravado na Fun House, uma das maiores casas de shows do Brasil em Recife, PE. Neste disco, além dos seus grandes sucessos ao longo destes seus 39 anos de carreira, como "Olga", "Sonhar Contigo", "Sonhei com Você", "O Relógio", "Perfídia", "Lêda", "Solidão", "Só Liguei Porque Te Amo" e muitos outros, Adilson Ramos fez homenagem a alguns amigos de profissão como "Evaldo Braga", do qual ele interpreta o sucesso "Sorria Sorria", "Paulo Diniz", com a canção "Pingos de Amor", "Alexandre Pires" com "Esta Tal Liberdade", seu grande e imortal amigo "Altemar Dutra", do qual ele canta um pout-pourrit de sucesso com as músicas "Brigas", "Que Queres Tu de Mim" e "Sentimental Demais", "Waldick Soriano", com a música "Tortura de Amor". Tem também um pout-pourrit relembrando o movimento da "Jovem Guarda", onde Adilson interpreta as músicas "Esqueça", "Pode Vir Quente" e "Era um Garoto que como Eu Amava os Beatles e os Rolling Stones".A última faixa do disco, porém, entrou como um "bônus", foi gravada em estúdio, e é uma música inédita, seu título "Saudade".

No mesmo ano, no mês de julho, foi lançado um cd pela gravadora" Polygram Universal", na série "Millenniun", o que muito lhe honra, pois esta série se propõe a resgatar os grandes sucessos deste século.

Chegou 2000 e a comemoração dos 40 anos de carreira artística de Adilson Ramos. Como marco de data tão significativa, foi lançado o CD "Pelo Amor de Uma Mulher" agora pela gravadora "Sony Music". Seis canções inéditas foram escolhidas: "Telefonema", "Coisas de Nós dois", "Debaixo dos Lençóis", "Vou Seguir Meu Coração", "Eu Me Encontrei em Você" e a canção que dá título ao CD "Pelo Amor de Uma Mulher" música cantada por Adilson e o compositor da mesma "Michael Sullivan". Oito faixas mais compõe o CD, são grandes hits da música popular romântica como:"Que Será" de "Dalva de Oliveira", "Pensando em Ti" e "Onde Estás Agora" de "Anísio Silva", "Aparências" de "Márcio Greick", "Sombras" e "Beijo Gelado" do Saudoso "José Augusto" grande sucesso na década de 60, "Verônica" de "Maurício Reis" e ainda "No Toca-fitas do Meu Carro" de "Bartô Galeno", "Pelo Amor de Uma Mulher" mais um grande sucesso na iluminada e consagrada carreira do "Iluminado" Adilson Ramos. Também no ano de 2000 outro CD lançado pela Sony - Super Duelo.

Em janeiro de 2001 a BMG lançou uma coleção histórica , relançando em CD os LPs do início da carreira de Adilson Ramos, "2 LPs em 1 CD". No Volume 1 os LPs "Sonhar Contigo" e "Sempre Contigo". No Volume 2 "Feliz por te amar" e "Vou Sair dos Lábios Teus".

Também em 2001 foram lançadas duas coletâneas de sucessos, uma pela "Warner Music" intitulada "Popularidade - Adilson Ramos" e outra pela "BMG" intitulada "Quatro em um" onde canta ao lado de "Carlos Gonzaga/Márcio Greyck e Fernando Mendes". No Final do ano de 2001, foi lançada pela gravadora "Polymusic" uma Coletânea, intitulada "Adilson Ramos - Muito Romântico".

No ano de 2002, em agosto, foi lançado "O melhor de Adilson Ramos", coletânea da gravadora "Paradox". Mais um lançamento, desta vez independente, em 2003. Em agosto o Cantor Adilson Ramos lançou o CD "Corpo, Alma e Coração", com 15 músicas inéditas e 2 faixas interativas que você pode ter acesso pelo seu computador. Mais quem pensava que tinha acabado se enganou.

Em 2005 saiu o lançamento de seu "DVD - 45 Anos de Aldison Ramos", e no ano seguinte o Cd extraído do DVD em Março de 2006, pela Polydisc, além de mais duas coletâneas. A Série BRASIL POPULAR, lançada em Setembro de 2006 pela Sony e a coletânea 30 ANOS DE WARNER, também lançado em Setembro de 2006, pela Warner.

Em janeiro de 2007 outro DVD lançado pela Polydisc, 20 Super Sucessos - Show Romântico, que traz participações especiais de Elymar Santos e Agnaldo Timoteo, além dos shows do próprio Elymar Santos e Cauby Peixoto.


Em 2012 fez uma aparição no Programa Sílvio Santos.

Atualmente Adilson Ramos mora em Recife (na praia da Boa Viagem), continua fazendo apresentações, e contagiando seus fiéis fãs, por todo o Brasil.

Fonte: Site oficial do cantor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário