quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Nelly Martins

Nelly Biato, conhecida artisticamente como Nelly Martins, nasceu no Rio de Janeiro, no dia 10 de outubro de 1936.

Formada pela escola nacional de música, iniciou-se no magistério particular, lecionando piano.

Sem maiores preocupações, participou de um programa de calouros, como pianista, onde foi logo aceita pelo grande público.

A seguir, em 1956, a crítica especializada apontou-a como "a melhor revelação feminina do ano", seguindo também para a televisão, onde atuou como teleatriz para a TV Tupi do Rio de Janeiro.

Contratada pela gravadora continental, Nelly gravou entre 1956 e 1960, uma discográfia pequena para um grande talento.

Em 1959 Nelly Martins foi eleita rainha dos músicos. Ainda neste ano entrou no estúdio com Tito Madi - compositor, pianista e cantor - para gravarem um delicado e romântico disco com canções melodiosas, onde o contraste das vozes masculina e feminina conduzem o ouvinte a uma doce melancolia. Tratava-se do disco : “Encontro de Sábado (Um LP Para Namorados)”. O disco trazia 12 canções, sendo cinco de autoria de Tito Madi e outras de compositores como Altamiro Carrilho, Mario Albanese; além de uma versão da musica de Cole Porter “Cest Magnifique” feita por João de Barro.

Participou também de novelas na TV, "O Céu é de Todos"(1965) e "O Anjo de Pedra"(1961).

Suas atuações no cinema: "Pé na Táboa" (1957), "Metido a Bacana" (1957), "Os Três Cangaceiros" (1959), "Garota Enxuta" (1959), "Tudo Legal" (1960), "Esse Rio que Eu Amo" (1960), "Bom Mesmo é Carnaval" (1962), "O Beijo" (1965), "O Céu é de Todos" (1965), "A Doce Mulher Amada" (1968).

Em 1966 tornou-se esposa do grande Maestro Radamés Gnatalli. Após o casamento abandonou a carreira artística e acabando formando-se no curso superior de medicina.

Atualmente Nelly Martins mora na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro, onde tem uma loja de materiais de construção que leva o seu nome. A doutora dedica-se também a catalogar e divulgar a obra do maestro Gnatalli.

Fonte: Comunidade da cantora no Orkut.

2 comentários:

  1. Nelio Barbosa Horta15 de dezembro de 2014 12:58

    Trabalhei na cenografia da TV Tupi e acompanhei a carreira e o sucesso da Nelly Martins naquela época. Lembro-me, perfeitamente do seu jeito especial de cantar. Os programas eram "ao vivo". Hoje, moro em Saquarema, e sempre que passo pela Alameda dou uma "espiadinha" na loja que leva seu nome. Felicidades e muita saúde para ela e sua família.

    Bjo. Nelio Barbosa Horta.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de ver Nelly Martins dando entrevista no CanalBrasil.

    ResponderExcluir