quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Gisa Nogueira

Gisa Nogueira, nome artístico de Adalgisa Maria Nogueira Machado, nasceu no Rio de Janeiro/RJ, no dia 15 de dezembro de 1938.

Filha de Dona Neuza, cantora amadora, e de João Batista Nogueira, advogado e músico que pertenceu ao Regional de Rogério Guimarães, e chamado por Pixinguinha de mestre no violão. Criada no subúrbio carioca do Méier. Irmã e parceira do cantor e compositor João Nogueira e mãe do cantor Didu Nogueira.

Em 1971, Clara Nunes gravou, de sua autoria em parceria com João Nogueira, "Meu Lema".

No ano de 1973, Beth Carvalho incluiu "Clementina de Jesus", de sua autoria, em seu disco "Canto por um novo dia", lançado pela gravadora Tapecar. No ano seguinte, ingressou na Ala de Compositores da Portela. Neste mesmo ano, no LP "Pra seu governo", Beth Carvalho interpretou "Me enganou". Ainda neste ano, João Nogueira, no LP "E lá vou eu", incluiu "Eu sei Portela" e "Meu canto sem paz", parcerias de ambos. No ano seguinte, em 1975, Beth Carvalho gravou uma outra composição de sua autoria "De novo desamor", no LP "Pandeiro e viola".

No ano de 1976, gravou pela Top Tape um compacto simples com duas músicas de sua autoria. No ano posterior, sua composição "Samba do amor" (c/ Mauro Duarte e João Nogueira), foi incluída no disco "Espelho", de João Nogueira.

Lançou o primeiro LP "Saldo positivo" em 1978, pela gravadora Odeon, no qual interpretou de sua autoria "Opção", "Verdade aparente", "Olhando seu retrato", "Peito magoado", "Incoerência", "Coração insensato" e "Saldo positivo", faixa que contou com a participação do irmão João Nogueira. Neste mesmo ano, Celeste interpretou de sua autoria "Mandamento", no LP "Laço de cobra", pela gravadora EMI-Odeon. Ainda em 1978, "Terno branco", de sua autoria, foi gravada por João Nogueira no LP "Clube do Samba".

Em 1981, pela gravadora Odeon, lançou outro compacto simples.

Participou do LP "Donga-Marçal", lançado pela gravadora Continental.

No ano de 2001, participou do show e gravação do disco ao vivo em homenagem a João Nogueira. Neste espetáculo, apresentado na casa de show Tom Brasil em São Paulo, interpretou "Meu canto sem paz", uma de suas parcerias com o irmão. Participaram também do disco Emílio Santiago, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Beth Carvalho, Arlindo Cruz & Sombrinha, Chico Buarque, João Bosco, Diogo Nogueira, Didu Nogueira e Dona Ivone Lara. Neste mesmo ano, com direção de Túlio Feliciano, foi apresentado no Canecão no Rio de Janeiro o show "Um sonho através do espelho", contando basicamente com os mesmos artistas.

Suas composições foram gravadas por intérpretes de renome, como Clara Nunes ('Opção' e 'Amor desfeito'), e João Nogueira ('Meu canto sem paz', 'Eu sei Portela', 'Terno branco' e 'Samba de amor'), além de Eliana Pittman ('Deus de barro'), Elza Soares ('Canoa furada'), a cantora Celeste ('Mandamento'), Sônia Santos ('Guerreira') e Marília Beviláqua ('Canto de nossa gente').

Em 2003, no show "Nogueira canta Nogueira" no Carioca da Gema, ao lado de Didu Jogueira e Diogo Nogueira prestou homenagem ao irmão João Nogueira.

Em 2008 participou da gravação do DVD do sobrinho Diogo Nogueira.

Gisa continua fazendo shows e se apresentando, principalmente, no eixo Rio-São Paulo. Está também trabalhando para o lançamento de seu primeiro DVD.

Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário