quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Enza Flori

Enza Flori nasceu em Nápoles, Itália no dia 02 de setembro.

Radicada no Brasil desde os anos 60, filha de mãe italiana e pai francês, Enza Flori foi artista mirim na Jovem Guarda e participou também do lendário programa Mini Guarda. Foi uma das primeiras crianças a gravar discos no Brasil.

O talento musical apareceu logo cedo. Aos quatro anos de idade já dublava, cantava e imitava cantoras famosas, como Lana Bittencourt e músicas de Gilbert Bécaud.

Aos nove anos de idade, quando Rita Pavone veio ao Brasil, realmente despertou a vontade de ser cantora, revelou seu talento e sua afinação natural.

Acompanhada pelo conjunto The Jet Blacks, numa apresentação em São Paulo, surgiram comentários sobre o talento da garota, que cantava muito bem e tinha grande capacidade interpretativa. Sua semelhança física com a famosa cantora italiana despertou interesse do público em geral, o que lhe valeu o apelido de “Rita Pavone brasileira”.

Gato, guitarrista do The Jet Blacks levou-a na gravadora Chantecler, onde assinou seu primeiro contrato e gravou seu primeiro compacto. Apresentou-se no programa Jovem Guarda de Roberto Carlos, cantando “Occhi Miel”, principal faixa do primeiro compacto que ganhou grande destaque nas paradas de sucesso.

Convidada como cantora mirim no programa Jovem Guarda, ganhou o carinhoso apelido do Rei de “Minha Mascotinha”, pois Roberto Carlos a apresentava como “Minha Mascotinha Enza Flori...”. Com tanto sucesso, o segundo compacto logo saiu. “Gasparzinho” foi gravado com Os Jordans, com músicas de Carlos César e Laerte Anthony. Novamente Enza Flori estourou nas paradas de sucesso.

Foi contratada pela TV Excelsior, onde apresentou com Altemar Dutra o programa “Juventude em Brasa”. Foi a única cantora efetiva do programa “Linha de Frente”, Capitaneada pelos VIP’s.

Gravou o “Submarino Amarelo”, música dos Beatles, tendo como segunda faixa “Dezessete Anos”. Os discos seguintes foram “O Pão”, de Reginaldo Rossi e “A Fada Catarina”, trilha de um filme.

Terminado o contrato com a TV Excelsior, foi contratada pela TV Paulista – antiga Rede Globo – no Programa Silvio Santos e Programa do Chacrinha.

Foi convidada pela TV Bandeirantes a fazer a Mini Guarda, apresentando o programa com Ed Carlos e Mário. Enza era a mini rainha, Ed, o mini rei, e Mário, o mini príncipe. Apesar de estar em uma emissora que até então não trabalhava com musicais, foi destaque na época, pois era uma réplica do programa Jovem Guarda, feito, porém, com crianças e adolescentes que queriam ingressar na carreira artística.

Enza Flori interrompeu sua carreira para se dedicar à sua família, voltando a se apresentar somente na década de 90, com Rodrigo D’Ávilla, no LP “Dois em Um” e no relançamento de “Sucessos da Jovem Guarda” – coletânea Chantecler.

Procurada pelos membros do fã clube de Rita Pavone, lançou seu CD Enza Flori, de músicas italianas, destacando-se “Datemi um Martello”, “Sapore di sale”, “Fortíssimo”, dentre outros.

Lançou o CD “Flashback Jovem Guarda”, com os grandes sucessos da Jovem Guarda, destacando-se “Eu não sabia que você existia”, “Devolva-me” e “Te amo”, que acabou sendo licenciado para vários países da Europa, em particular para a França.

Atualmente, Enza Flori faz shows em cruzeiros e por todo o Brasil. No show “De Pavone a Pausini” canta e interpreta músicas de Rita Pavone e Laura Pausini, além de grandes sucessos da Jovem Guarda.

Fonte: Site oficial da cantora

Nenhum comentário:

Postar um comentário