quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Dulce Quental

Dulce Quental nasceu no Rio de Janeiro/RJ, no dia 13 de abril de 1960.

Atingiu o sucesso com a banda Sempre Livre (do megahit "Eu Sou Free"), de que era vocalista e principal compositora, no início da década de 80.

Em 1985 Dulce lançou o primeiro disco solo, “Délica”, fundindo os estilos pop, jazz e bossa nova. Em 1987, lançou “Voz Azul”, produzido por Herbert Vianna (que lhe presenteou com a música “Caleidoscópio”).

Em 1988 o terceiro disco solo, “Dulce Quental”, com composições de Arnaldo Antunes e Roberto Frejat (“Onde Mora o Amor”), Arrigo Barnabé (“Numa Praia do Brasil”), Itamar Assumpção (“Mulher Dividida”), Cazuza e George Israel (“Inocência do Prazer”) e Humberto Gessinger (“Terra de Gigantes”).

Como compositora, compôs para artistas como Nico Rezende, Leila Pinheiro, Capital Inicial, Daúde, entre outros.

Depois de sair da EMI, Dulce foi progressivamente se desinteressando da música e procurou a maternidade - teve uma filha, Alice. ''Ressentia-me de não ter construído uma vida pessoal mais sólida. Queria criar uma família'', diz. A volta aos palcos, reconhece, se dá num momento difícil: ''A competição hoje é maior, não dá mais para chegar de qualquer maneira.'' Mas ela não esmorece: quer voltar a gravar. Já tem até um CD demo produzido pelo tecladista Sacha Amback, que traz de volta a sua voz suave, agora cercada por eletrônicas. Um caleidoscópio sonoro à moda de 2001.

Depois de 15 anos longe dos palcos e sem gravar discos, a cantora lançou em 2004 o CD “Beleza Roubada”, elogiado pela crítica.

DISCOGRAFIA:

• 2005 — Anos 80: Multishow ao Vivo (CD/DVD)
• 2004 — Beleza Roubada, Cafezinho/Sony CD
• 2001 — Dulce Quental Série Para Sempre, EMI CD
• 1988 — Dulce Quental, EMI-Odeon LP
• 1987 — Voz Azul, EMI-Odeon LP
• 1986 — Délica, EMI-Odeon LP
• 1984 — Avião de combate, (com o Sempre Livre) LP

Fonte: Cliquemusic.

Nenhum comentário:

Postar um comentário