quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Carla Visi


Carla Virgínia Soares Fernandes, conhecida artisticamente como Carla Visi, nasceu na Ladeira de São João, Salvador/BA, no dia 31 de agosto de 1970.

Como sua mãe gostava de afirmar: “Carla começou a cantar desde que deu o primeiro choro” e assim marca a sua entrada na família de cantoras Visi, pois é bisneta, neta e filha de cantoras.

Durante a infância e a adolescência a música sempre esteve presente na vida de Carla. O sublime, o belo, o poético, o protesto, o sofrimento, a tristeza, tudo ela encontrava nas canções. A sua maior referência foi Elis Regina e D. Inaiá Visi, a sua mestra. Ela sempre me dizia: “Minha filha, feche os olhos, sinta a música e solte a voz”.

E foi soltando a voz que aos 17 anos, em 1987, durante uma palhinha inocente em um bar perto de sua casa, que Carla Virgínia se tornou cantora profissional e ganhou seu primeiro cachê. Deste momento em diante, não parou mais.

A cantoria não impediu que Carla passasse no vestibular de jornalismo da UFBA, onde teve o primeiro contato com a arte comunicação.

Em 1990 passou a integrar a banda baiana Cia Clic, substituindo a cantora Daniela Mercury. Durante os cinco anos que permaneceu na Cia Clic, Carla teve um grande aprendizado. Os integrantes da banda criavam e participavam de todas as decisões e juntos fizeram os dois últimos discos do grupo. Em 1991 gravou seu primeiro disco, "Companhia Clic III" e em 1993 o segundo, "Cia Clic", pela Polygram.

Apesar do sucesso do grupo, ela estava ansiosa para trilhar novos caminhos e poder se livrar dos rótulos e limitações que envolviam sua carreira.

Convidada a assumir os vocais da banda Cheiro de Amor, em 1995, Carla começou definitivamente a sua vitoriosa carreira com a gravação do primeiro CD, "É demais meu rei", em 1996. Já no ano seguinte, com "Cheiro de Amor ao Vivo" atingiu a marca de 1 milhão e 500 mil cópias. “Me chama” foi o trabalho de 1998 e fechando o ciclo de sucesso na banda Cheiro de Amor, gravou "Cheiro de Festa" em 1999.

A segurança, a força e a afinação da voz de Carla levou-a a experimentar novas possibilidades em parcerias, como quando gravou com Martinho da Vila o belo samba "Amor Não É Brinquedo" no CD "Casa de Samba 3", além de participar de outras coletâneas.

O primeiro solo foi um projeto da Universal e MZA Music, dirigido e idealizado por Mazzola. No disco “Só chamei porque te amo - Carla Visita Gilberto Gil” (2001), “um compositor de linguagem universal e raízes tão fortes que sua grande árvore sempre nos dá sombra e bons frutos”, afirma a cantora. O repertório primoroso resultou de uma pesquisa da discografia de Gil da década de 60 até meados de 80 e contou com arranjos de César Camargo Mariano, Lincoln Olivetti, Zeca Baleiro, além do talento da nova geração de arranjadores da Bahia: Cesário Leone, Radamés, Gérson Silva, Luciano Calazans e a genialidade percussiva de Ramiro Mussoto.

Carla retornou à sala de aula na Faculdade de Comunicação da UFBA (Universidade Federal da Bahia) em 2003. “A música é minha comunicação maior e o jornalismo me faz pensar a palavra, a comunicação”, explica Carla Visi. No mesmo ano, Inaiá Visi, mãe e mestra de Carla, faleceu.

Em 2004, a convite da Latina e da RCA Victor japonesa, Carla Visi produziu o disco "Por Todo Canto" e realizou uma turnê na Europa e Japão. "Por Todo Canto" foi o seu primeiro disco independente cuja musicalidade mais universal busca mostrar um Brasil de ritmia rica e “moderna”. André T fez a direção e talentosos músicos criaram essa linguagem aplaudida por todo canto que passou.

No ano de 2006 nasceu de parto normal em Salvador da Bahia, a filha de Carla, Sarah Fernandes Faria Lima. Palavras da Carla mãe: “Não há mulher no mundo que não se sinta poderosa depois de gestar, parir e alimentar um novo ser. Ser este que desde pequeno transforma completamente sua visão de mundo e nos faz perceber quais são as verdadeiras prioridades … prioridade 1, 2 e 3: ser feliz, ser feliz, ser feliz”.

Assim Carla Visi ou Carla Virginia Soares Fernandes se formou em jornalismo e gravou o seu mais recente CD "Carla Visi e Eu".

Fonte: Site oficial da cantora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário