quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Passoca

Marco Antônio Vilalba, mais conhecido como Passoca nasceu em Santos/SP no dia 21 de novembro de 1949.

Passoca é um cantor, compositor e violonista brasileiro.

Em 1956 teve sua primeira participação artística na Radio Abernésia de Campos do Jordão interpretando a voz de um garoto numa radionovela.

Quando estudante, recebeu influências de João Gilberto e Chico Buarque. Tocou bateria e violão, trocando esses instrumentos pela viola no final da década de 1970, influenciado por Renato Teixeira e Almir Sater.

Formado em arquitetura recebeu o apelido aos 13 anos na escola, em Ribeirão Pires, uma cidade que tem hoje pouco mais de 100 mil habitantes, encravada na Serra do Mar.

Começou a cantar e tocar a partir de 1964 em festivais e bailes, seis anos depois, cursando a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo formou seu primeiro grupo profissional.

Participou do grupo Flying Banana na década de 70, depois de trocar Ribeirão Pires por São Paulo. Na capital, abriu shows de Ednardo e do grupo Bendegó, e gravou um compacto solo em 1978, com as músicas "Cão Vadio" e "Sombras" (com o parceiro Bê, do Flying Banana).

Em 1980 gravou o primeiro LP, "Que Moda!", com composições de estilo caipira e influências urbanas. Apadrinhado mais tarde por Arrigo Barnabé, lançou "Sonora Garoa" pela Ariola, com participações de Vânia Bastos e do Premeditando o Breque. Em 1997 gravou "Breve História da Música Caipira", uma antologia do gênero, que ele aborda com refinamento.

Lançou o primeiro disco, um compacto, em 1978. Desde então, lançou mais discos e participou de alguns outros, como os do projeto "Violeiros do Brasil".

Passoca é um dos poucos violeiros de origem cosmopolita. Sua música contém a dualidade cidade/campo, a poética urbana sobre um suporte harmônico de viola caipira. Como resultado Passoca consegue o que parecia impossível: faz a síntese entre o violão da bossa-nova e a viola caipira, numa sonoridade deliciosa que fica entre os clássicos do sertão e a nostalgia da Paulicéia.

Passoca continua se apresentando em shows e projetos por todo o Brasil.

Fontes: Wikipédia, Cliquemusic e Pauta Funarte de Música Brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário