quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Leo Gandelman

Leonardo Gandelman, mais conhecido como Leo Gandelman nasceu no Rio de Janeiro/RJ, em 10 de agosto de 1956.

Saxofonista, produtor, compositor e arranjador, a música sempre esteve presente na vida de Leo Gandelman. Filho da pianista clássica e professora Salomea Gandelman e do maestro Henrique Gandelman, aos 15 anos já era solista da Orquestra Sinfônica Brasileira. Além da sólida formação clássica, estudou no Berklee College of Music, nos Estados Unidos, regressando ao Brasil em 1979 para dar início à carreira profissional.

Desde 1977, Leo vem se dedicando à carreira como saxofonista, arranjador e produtor, tendo participado em mais de 800 gravações.

Iniciou sua carreira solo em 87 inspirando- se principalmente na música brasileira e no Jazz, sempre com clara versatilidade e criatividade. Estas são marcas registradas que fizeram com que ele fosse eleito durante 15 anos consecutivos pelo concurso “Diretas na Música” do Jornal do Brasil, “o Melhor Instrumentista Brasileiro”.

Seu primeiro disco solo, "Leo Gandelman", de 1987, emplacou a música "A Ilha" (com William Magalhães). O segundo, "Ocidente" (1988) teve boas críticas principalmente no exterior. Em 1990 lançou "Solar", disco que vendeu 70 mil cópias, um número expressivo para a música instrumental no Brasil.

Seu trabalho também foi lançado com grande sucesso nos Estados Unidos, onde Leo desenvolveu uma carreira notável na última década, com direito a seis temporadas de casa cheia no Blue Note de Nova Iorque. Com o trânsito fluente entre o Jazz e o clássico, participou como solista - em 2001 - dos concertos da Orquestra Sinfônica Brasileira no Lincoln Center e no Central Park.

Voltando ao Brasil, Gandelman também foi solista da Orquestra Sinfônica da Bahia, de Ribeirão preto, entre outras, interpretando a Fantasia de Villa Lobos para Sax Soprano e Orquestra e o Concertino para Sax Alto, de Radames Gnatalli. O mesmo repertório o levou à sala São Paulo, onde se apresentou com a OSESP em 2003, sob a regência do maestro John Nashling.

Em 2004, Leo Gandelman foi solista convidado da Orquestra Sinfônica de Brasília no concerto da Independência, com um repertório de músicas brasileiras para o presidente Lula e convidados do governo.

No ano de 2006 gravou um CD/DVD com a Orquestra Sinfônica da Petrobrás, sob a regência do maestro Isaac Karabtchevsky, do Concertino de Radamés Ganattali que foi lançado pela Rádio MEC.

Leo já gravou dez discos ao longo de sua carreira solo, tendo vendido mais de 500.000 copias. Nos últimos anos tem realizado workshops e participado de diversos Festivais em todo país.

Com o CD "Radamés e o Sax" Leo Gandelman , ganhou do premio TIM 2007 como “ Melhor Disco Instrumental “ e “ Melhor produtor “.

Atualmente, o artista se dedica ao lançamento do novo projeto em CD e DVD “Sabe Você” pela EMI Music Brasil, numa linda releitura de baladas brasileiras contando com participações especiais de grandes nomes da MPB como Caetano Veloso, Chico Buarque, Milton Nascimento, Luiz Melodia, Leny Andrade, Ney Matogrosso, Joel Nascimento e Leila Pinheiro.

Produtor

Todos os seus álbuns.
"Virgem" - Marina Lima.
"Jogo de Ilusões" - Nico Rezende.
"Plural" - Gal Costa.
"Berimbaum" - Paula Morelembaum.

Tv e Cinema

Trilha Sonora para o documentário "O Engenho de Zé Lins de Wladimir Carvalho".
Trilha incidental da Novela "Vidas Opostas" - TV Record.
Apresentador do "Momento Jazz", canal Multishow (Globosat/Net).
Trilha Sonora do filme "Estrela Solitária", sobre a vida de Garrincha.
Trilha Sonora do documentário longa-metragem "Moacyr" de Walter Carvalho.
Trilhas para a série "Globo Ecologia" e "Globo Ciência".
Intérprete do tema de abertura do programa Fantástico (Rede Globo).
Trilhas Sonoras/Cinema: Pure Juice, Rádio Pirata e Banana is my Business.
Diversos temas de novelas e minisséries da Rede Globo.
Apresentador do programa semanal "Free Jazz In Concert", Rede Manchete.
Fez parceria com Jaque Morelembaum na trilha do filme "Paid", do diretor holandês Laurence Lamers.
Trilha Sonora para o filme "Budapeste".

Festivais

Festival de Londrina.
Goyaz Festival.
Festival de Domingos Martins.
Festival de Guaramiranga.
Festival de Jazz de Havana.
Montreaux Jazz Festival.
Free Jazz Festival.
Hollywood Rock Fest (Convidado especial no show do Living Colours).
Hollywood Rock Festival (Convidado especial de Rita Lee – show de abertura para os Rolling Stones).
Inúmeras participações em variados eventos, turnês e temporadas em teatro e casa de espetáculos em todo o Brasil, Estados Unidos, Europa e Ásia.
Consultoria e participação nos Festivais de Búzios-RJ e Ipatinga-MG.

Prêmios

TIM 2007 como “Melhor Disco Instrumental - (CD "Radamés e o Sax")“ e "Melhor produtor".
Melhor trilha sonora - Festivais de Cinema de Recife e Belém com filme "Estrela Solitária" a vida de Garrincha.
15 vezes eleito 'Melhor Instrumentista', prêmio "Diretas na Música", Revista Programa, Jornal do Brasil.
Disco de Ouro como Produtor do CD "Virgem", Marina Lima.
Troféu Brahma.
APCA: "Melhor Instrumentista" em 1990 e "Melhor Produtor" em 1991.
Troféu UBC.

Discografia

1987 - Léo Gandelman
1988 - Ocidente
1990 - Solar
1991 - Visões
1993 - Made in Rio
1997 - Pérolas Negras
1999 - Brazilian Soul
2001 - Leo Gandelman ao Vivo
2005 - Lounjazz
2006 - Radamés e o Sax
2008 - Sabe Você

Fonte: Site oficial do instrumentista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário