quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Glorinha Gadelha

Glória Gadelha, ou simplesmente, Glorinha Gadelha nasceu em Sousa/PB, no dia 19 de fevereiro de 1947.

Desde cedo começou a cantar e estudar teoria musical. Mesmo assim, foi para João Pessoa e formou-se em medicina, ao mesmo tempo em que se destacava como compositora em festivais.

Em 1968, iniciou sua carreira apresentando-se no programa "A Grande Chance", da TV Tupi, onde se destacou como compositora. Em 1969, venceu o III Festival de Música Popular Paraíbana/I Festival da Música Popular do Nordeste promovidos pela TV Jornal do Comércio.

Entre 1971 e 1973, atuou no Instituto Superior de Educação Musical da Paraíba, em atividades didáticas e na produção de shows. Em 1974, lançou o livro "O bailado das sardinhas". Em 1975, foi estudar linguagem musical na Colúmbia University de Nova York. Em 1976, gravou como cantora a música "Amor em Jacumã" em disco do baterista Dom Um Romão. Em 1977, regressou ao Brasil realizando uma série de shows. Em 1981, lançou o LP "Bendito o fruto", com participação de Elba Ramalho e Hermeto Pascoal.

Entre 1984 e 1989, realizou uma série de shows no Brasil e no exterior, obtendo destaque na Dinamarca, Noruega, Suécia e Finlândia.

No ano de 1991, realizou shows pela Espanha, França, Bélgica, Alemanha, Suíça e Áustria. Em 1992, gravou LP contando com a participação de Zé Ramalho, cantando "Teima-teima" e "A inacabada para o povo brasileiro". Realizou turnê pela Europa com Sivuca. Participou como cantora do songbook de Dorival Caymmi, interpretando a música "Roda pião". Em 1999, gravou CD que foi lançado no Teatro Rival no Rio de Janeiro.

Foi casada com o grande músico Sivuca.

"Tinto e Tropical", lançado em 2004, traz um panorama sobre inquietudes universais com uma sensibilidade marcadamente nordestina e uma linguagem bastante pessoal. Esta ode ao amor e à vida não seria possível sem a participação dos notáveis músicos de Quinteto Uirapuru, do grupo Nossa Voz e de muitos outros que, junto com o grande mestre Sivuca, ajudaram Glória Gadelha a seduzir a todos com a despudorada beleza de suas canções.

Além de cantora, Glorinha Gadelha é também uma grande compositora. Dentre suas composições o destaque é "Feira de Mangaio", com parceria de seu marido Sivuca e imortalizada na voz de Clara Nunes.

DISCOGRAFIA:

• Bendito o fruto (1982) LP
• Let's vamos (1984) LP
• Dengo maior [S/D] LP
• Tudo que ilumina (1992) Kuarup LP
• Ouro e mel (1999) CD
• Tinto e Tropical (2004) CD

Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário