quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Maritza Fabiani

Maritza Fabiano Teixeira, artisticamente conhecida como Maritza Fabiani, nasceu em Pelotas, RS, no dia 17 de janeiro de 1950.

Filha de pai militar da Marinha e mãe atriz, Maritza Fabiani cresceu entre o Rio de Janeiro e Curitiba, onde iniciou sua carreira artística.

Aos dois anos e meio teve paralisia infantil, e aos quatro anos recomeçou a andar, de muletas.

Mesmo sabendo das dificuldades de locomoção queria ser artista e sofria muito por não poder participar das brincadeiras com as outras crianças. Distraia-se então tocando o violão da irmã e imitando a cantora Lana Bittencourt, de quem era fã.

Criança prodígio, aos 10 anos já fazia mímicas na TV Paraná (Canal 12). Com a mesma idade, passou a apresentar o programa ‘Petit Show’, que incluia mímica, teatro e música. Aos 12 anos, já no Rio de Janeiro, depois de convencer Jair Taumaturgo com uma mímica perfeita de "Dateme un martelo", de Rita Pavone, estreou na TV Rio. Vendo-a na TV, o apresentador, produtor e compositor Carlos Imperial encantou-se com o talento da menina. Sabendo que, além do que tinha visto, ela ainda cantava, apresentou-a a João Araújo, produtor da Philips. No selo, ela estreou em 1966 com a gravação de "Não me deixe só", o maior sucesso de sua carreira – versão de Paulo César Barros para "I only want to be with you", o primeiro single da cantora inglesa Dusty Springfield, lançado no início dos anos sessenta.

No entanto, como a linha editorial da gravadora, naquele momento, apostava mais na MPB e nos tropicalistas, ela tratou de mudar-se para a CBS, a "casa" da Jovem Guarda.

Na CBS, Maritza iniciou o novo momento da carreira lançando o compacto "Bang Bang / Society em brasa" (a primeira versão para o clássico de Sonny Bono, e a segunda original de Fábio Block, dos Brazilian Bitles), e também participando da coletânea “Os Novos Reis do Iê-Iê-Iê”. Nas coletâneas da CBS, ela somava-se às novas apostas da gravadora, como Ronnie Von, The Brazilian Bitles, Márcio Greick e até mesmo os brasilienses Os Primitivos.

Até 1969, ela gravou diversos compactos, com destaque para a versão de "Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones", acompanhada dos Brazilian Bitles. O tecladista Lafayette, segundo ela, emprestou seu clássico teclado para a canção "Quero ter você perto de mim", lançada em 1968, junto com "Castigo".

Aos 18 anos, depois de deixar sua marca registrada em discos e programas da Jovem Guarda, a menina/adolescente precoce decidiu parar. Abandonou a carreira iniciada ainda na infância e dedicou-se aos estudos, com o objetivo de formar-se em psicologia, profissão que, atualmente, é a sua principal atividade.

Mas, como nada na vida da determinada Maritza Fabiani respeitou as regras pré-estabelecidas, apenas dois anos depois ela já estava de volta.

Em Outubro de 1972 formou, com a irmã Cristina, a dupla Kris & Cristina, ela estourou no país com o tema de abertura da novela ‘Uma rosa com amor’, de Antônio Carlos e Jocafi. Depois, a dupla integrou-se ao nascente programa Chico City, de Chico Anísio, então ao vivo, onde cantavam o tema de abertura. Além disso, elas participam do LP gravado por Chico Anísio, cantando e fazendo backing vocals em diversas canções.

Atualmente Martiza Fabiani atua como psicóloga, apresentando-se esporadicamente para amigos.

Fonte: Rato Records blog e Túnel do Tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário