quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Gilson

O cantor e compositor Gilson Vieira da Silva, ou simplesmente, Gilson, nasceu em MacauRN.

Aos 11 anos tem início sua trajetória na música. Como cantor e músico profissional surgiu em 1978 e o reconhecimento pelo grande púlico ocorreu a partir de 1979, através de seu primeiro sucesso. "Casinha Branca", que fez parte da trilha sonora da novela Marrom Glacê, ficou quase um ano nas paradas de sucesso e foi a música de maior execução nas rádios de todo o país, com regravações no Brasil e no exterior, vendagem de mais de 500 mil cópias - disco de Ouro e Platina.

Teve ainda várias outras obras constando nas trilhas de novelas: Cabocla ("Andorinha"), Olhai os Lírios do Campo ("Chuva"), Plumas e Paetês ("A Mesma Porta"), Ti ti ti ("Não Diga Nada"), Brilhante ("Old Photografe"), versão de “Casinha Branca” em Inglês, por Jim Capaldi.

Em 1981 lançou Vitrine, seu segundo disco, com várias de suas composições.

Entre 1982 e 1986 firmou-se como compositor, na voz de vários e consagrados intérpretes, como: Adriana, Ronnie Von, Trem da Alegria, Vanderléia, Rose Mary, Bozo, Jayne, Cátia, Conrado, Martinha, Vanusa, Renato e Seus Blue Caps, Carmen Silva, Rouxinol & Sabiá, Ovelha e Wando.

Em 1987 assinou o grande sucesso da cantora Adriana ("I Love You Baby") e de José Augusto ("Fim de Solidão").

Em 1988 Peninha gravou "Seu Jeito de Amar", o segundo maior sucesso de sua carreira. Conrado chegou às paradas de sucesso com "Encontro Casual', e Wando gravou "Favo de Mel".

No ano de 1989 Gilson gravou "Nossa História de Amor", grande sucesso em todas as rádios do Brasil. Esta música também assinou o seu terceiro disco, que abriu caminho para novas gravações de suas obras, na voz de nomes de grande projeção na música popular . Adriana gravou "Tá Combinado Assim".

Emílio Santiago estourou nas paradas de sucesso no ano de 1990 com "Verdade Chinesa". Neste mesmo ano Roberto Carlos incluiu em seu repertório, pela primeira vez, uma música de Gilson "Um Mais Um". Outras músicas de Gilson foram gravadas por outros artistas de expressão nacional, como Rosa Maria, Neguinho da Beija Flor e outros.

Entre 1991 e 1996 Gilson assinou sucessos como "Olhos de Luar", com Crystian e Ralf – "Lesões Corporais", "Tá Tudo Errado". "Cadê Juízo" e "Dilema", com Emílio Santiago – "Não Diga Nada", com Só Pra Contrariar; "Meu Amor", com Razão Brasileira – "Fingindo Amar", com Joana – "Sítio da Vovó", com Sandy & Junior – "Casinha Branca" e "Dôce Safadeza", com Maria Creuza – "Carícias e Beijos", com João Mineiro & Marciano.

Na segunda metade da década de 90 teve gravadas várias de suas composições: "É Demais", sucesso em todo o país, com Negritude Jr – "Viola Caipira", com Gian e Giovane – "Pra Ficar Contigo", tema da novela A Indomada, com Maurício Mattar – "Faz de Conta" e "Quando Você Voltar", com Emílio Santiago e "Dois Caracóis", com Wando.

Entrou o século XXI mantendo um grande número de composições nas vozes de grandes nomes da MPB, como Emílio Santiago, Alcione, Hebe Camargo, dentre outros.

Produtor, compositor e cantor, Gilson assinou seu nome em trabalhos de estilos variados, também gospel, deixando sua marca de romantismo e sutileza em todos eles.

Gilson é casado e vive atualmente na cidade do Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário