sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Fernanda Abreu

Fernanda Sampaio de Lacerda Abreu, conhecida artisticamente como Fernanda Abreu, nasceu no Rio de Janeiro/RJ, no dia 8 de setembro de 1961.

Nascida e criada em uma família de classe média alta da Zona Sul do Rio de Janeiro, teve uma infância e adolescência típicas até o início da década de 80, quando entrou como backing vocal para a Blitz. Em pouco tempo a banda tornou-se o maior fenômeno do pop-rock brasileiro da década, com três discos gravados e turnês pelo Brasil e exterior.

Com o fim da Blitz em 1986 começou a investir na carreira solo, tendo aulas de violão e canto e trabalhando em shows e músicas ao lado de Fausto Fawcett, Laufer e Sergio Mekler.

Em 1989 montou uma banda de funk para tocar repertório de disco music, que deu o tom para o primeiro disco solo, "SLA Radical Dance Disco Club", lançado no ano seguinte. "SLA" emplacou "A Noite" (com Luiz Stein/ Laufer). Com o CD "SLA2 - Be Sample" foi uma das primeiras artistas a divulgar o amplo uso de samplers como recurso de composição. Desse disco, destacou-se a faixa "Rio 40 Graus" (com Fausto Fawcett/ Laufer).

A partir daí sua carreira solo decolou, confirmando o sucesso com o CD "Da Lata", que, sem perder o caráter dançante, abandona um pouco a dance music e se concentra mais no funk-soul e em ritmos brasileiros. São desse álbum as músicas "Veneno da Lata" (com Will Mowat), "Garota Sangue Bom" (com F. Fawcett) e "Brasil É o País do Suíngue" (com F. Fawcett/ Laufer/ Hermano Vianna).

Após dois anos de pausa, a cantora voltou com o “Raio X – Fernanda Abreu Revista e Ampliada”, fazendo um balanço dos sete anos de sua carreira solo. Em 2000, foi lançado “Entidade Urbana”, em que o funk/rap/samba de Fernanda explora seus limites.

Em 2004, a funkeira Fernanda Abreu resgatou em seu CD “Na Paz” elementos do samba carioca e investiu em parcerias com Martinho da Vila e Jorge Ben Jor. O álbum, produzido pela cantora em parceria com Rodrigo Campello, apresenta o single "Eu Vou Torcer" e foi lançado pelo novo selo Garota Sangue Bom, da própria Fernanda. O carro-chefe do trabalho foi uma versão para “Eu Vou Torcer”, de Jorge Ben Jor. O repertório também trouxe “Não Deixe o Samba Morrer”, famosa na voz de Alcione e que destaca toda a versatilidade da carioca.

Fernanda Abreu, que se destaca como legítima representante da alma carioca, em 2006 lançou seu “Ao Vivo MTV”, com CD e o primeiro DVD de sua carreira, que conta com os grandes sucessos e a participação de Herbert Viana.

Em 2009 participou do lançamento da biografia da “Blitz”, ao lado de Evandro Mesquita.

Sua carreira continua a todo vapor, com shows sendo realizados por todo o Brasil.

Fonte: Cliquemusic

Nenhum comentário:

Postar um comentário