sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Beto Barbosa

O cantor Raimundo Roberto Morhy Barbosa, o Beto Barbosa, nasceu em Belém, no Pará, em 27 de fevereiro de 1955.

A história de sua família começa no Acre, mais ou menos na época áurea da exploração da borracha, na região amazônica, com a chegada de seu avô, Hassem Morhy, proveniente do Líbano.

Em terras brasileiras, conheceu a avó de Beto, Adelina, com quem se casou, fixando, em seguida, residência em Belém do Pará, dando início à família Morhy.

Já estabelecidos na capital paraense, sr. Hassem começou a vender redes e variedades pelas ruas, como mascate, enquanto sua esposa tomava conta da casa e dos filhos.

Com o sucesso das vendas e graças à sua habilidade comercial, Hassem abriu a sua primeira loja, dando início a uma história de sucesso comercial em Belém - a rede de lojas Bagdá - onde passou a vender móveis, utensílios, eletrodomésticos e muitas variedades.

Sr. Hassem e D. Adelina tiveram nove filhos.

Uma das filhas do casal é Fátima Tereza que, já moça, se apaixonou por um motorista de táxi, Roberto Barbosa, com quem veio a se casar, contrariando a vontade de toda sua família.

O casal deu início a vida a dois, com muitas dificuldades financeiras e a resistência da tradicional família Morhy.

Cinco anos após o casamento, Fátima engravidou de seu primeiro filho. Mesmo enfrentando vários problemas durante a gravidez, não teve qualquer acompanhamento médico. Na hora do parto, precisou ser levada ao setor de indigência da Santa Casa de Misericórdia do Estado do Pará, em Belém, para que, em caráter de emergência, tivesse seu bebê.

Assim, às 13:30 horas, do dia 27 de fevereiro de 1955, Beto Barbosa veio ao mundo,após um parto complicado, quase sem oxigênio e roxo.

Fátima, muito religiosa, pegou-se com São Raimundo Nonato, protetor das parturientes. Sentindo-se recompensada batizou seu filho de Raimundo, em homenagem a seu santo de devoção, e Roberto em homenagem ao marido.

A partir daí, Beto Barbosa enfrentou o primeiro dos muitos desafios: a luta pela vida. A infância do cantor foi muito penosa.

Quando Beto completou 1 ano e 06 meses, nasceu sua única irmã, Regina Maria. Além de seus avós não aceitarem o casamento de seus pais, a família não tinha recursos financeiros.

Por conta de todos esses problemas, durante certo tempo, Beto Barbosa foi morar com um de seus tios para que pudesse usufruir de boa educação e frequentar boas escolas.

Entretanto, as saudades de sua mãe o fizeram retornar à casa de seus pais.

Adolescente, Beto Barbosa começou a trabalhar. Prestava serviços a seus vizinhos, como carreto de aterro, tendo como pagamento pão com refrigerante ou algum trocado.

Em épocas mais difíceis, não foram raras as vezes em que Beto procurava nas feiras livres de Belém restos de alimentos que pudessem ser aproveitados.

Revoltado com a situação de penúria em que vivia sua família, Beto Barbosa passou a reivindicar seus direitos de herdeiro da família Morhy.

Após muita luta, conseguiu uma oportunidade e começou a trabalhar em uma das lojas da família, inicialmente como office-boy, passando pelas funções de vendedor e, por último, gerente.

Resolvido a se tornar cantor, Beto Barbosa anunciou sairia de Belém para tentar a carreira em São Paulo

Anos mais tarde, Beto Barbosa se consagrou como um nome de projeção nacional.

Considerado o Rei da Lambada, Beto Barbosa é o compositor da música "Adocica", um de seus grandes sucessos, que vendeu cerca de três milhões de cópias.

Ao longo de sua carreira, gravou 10 LPs e 11 CDs e ganhou diversos prêmios, dentre os quais o Troféu Imprensa.

Atualmente, Beto Barbosa divide residência entre Natal/RN e São Paulo/SP.


Fonte: Site Oficial Beto Barbosa; Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário