sábado, 1 de dezembro de 2012

Marcelo

Marcelo Costa Santos, ou simplesmente Marcelo, nasceu na cidade do Rio de Janeiro/RJ em 13 de outubro de 1954.


Marcelo
Iniciou a carreira artística na década de 1970. Integrou o elenco do filme "Minha namorada", de Zelito Viana e Armando Costa. Também como ator, participou dos filmes “Viúva virgem”, de Pedro Rovai, e “Sítio do pica-pau amarelo”, de Geraldo Sarno.

O primeiro disco, gravado em 1976, foi um compacto simples com suas canções "Morena" (c/ Ney Costa) e "Lua nova".

No ano seguinte, a faixa "Morena" foi incluída no LP que registrou a trilha sonora de "Tchan-A grande sacada". Também em 1977, a faixa "Lua nova" fez parte da coletânea "Aqui dentro: música". Compôs, em parceria com Dadi, a música "A Cor do Som", registrada no primeiro LP do grupo homônimo, lançado pela WEA. Ainda nesse ano, lançou mais um compacto simples, contendo "Tempo de estio" (Caetano Veloso), canção que alavancou sua carreira por ter sido bastante executada nas emissoras de Rádio, e "Melô da estudante", de sua exclusiva autoria. Também nesse ano, lançou um compacto duplo com suas composições "Morena" e "Brasa dormida", ambas com Ney Costa, "Momento" e "Lua nova".



Marcelo
Em 1978, gravou seu primeiro LP, registrando suas canções "Brasa dormida", "De fogo, luz e paixão", "Algo no ar" e "A palavra", todas com Ney Costa, "Som moleque", "Melô da estudante", "Jeitinho", "Selim de bicicleta" e "Brasa do sol", além de "Festa no céu" (Nelson Ângelo e Ronaldo Bastos), "Um sonho" e o hit "Tempo de estio" (Caetano Veloso). O disco contou com a participação de Ivan Lins (na faixa "Brasa do sol") e Gal Costa (na faixa "De fogo, luz e paixão") (c/ Ney Costa), respectivamente. Essa última canção tornou-se um de seus maiores sucessos, ao lado de "Tempo de estio". A faixa "De fogo luz e paixão" foi incluída, nesse mesmo ano, na trilha sonora da novela "Pecado rasgado" (Rede Globo) e na coletânea "Comportamento geral".

Lançou, em 1979, o LP autoral "Alimento e paixão" (1979), contendo as faixas "Cunhatã", "Dias dançantes", "Bom", "Eles nº 2", "Sob o sol de uma rumba", "Balanço das horas", "Talvez" e a faixa-título, todas de sua parceria com Ney Costa, "Única" (c/ Renato Corrêa), "Rosa e vento" (c/ Ney Costa e Márcia de Almeida), "Fogo no corpo" e "Não leio mais os jornais".



Marcelo
Em 1981, lançou dois compactos simples com composições próprias: o primeiro com "Abre coração" (c/ Jim Capaldi) e "Primeira consciência"; e o segundo com "Com você eu vou" (c/ Jim Capaldi) e "Meu tesouro". Nesse mesmo ano, a faixa "Abre coração" foi incluída na trilha sonora da novela "Amor é nosso!" (Rede Globo).

A música “Abre Coração” levou o garoto de Ipanema ao estrelato e é, dentre outras, sua canção de maior sucesso. Entretanto, a versão em português de “Circles”, um pedido que o próprio Harrison fez a Marcelo, também tem enorme peso.

Gravou, no ano seguinte, o LP "Jogo de espelhos", registrando suas canções "Vai mais coração", "Fez agora paga", "Com você eu vou" e "Abre coração", todas de sua parceria com Jim Capaldi, "Colar de pérolas" (c/ Ney Costa e Gray), "Jogo de espelhos", "Louco por você", "Meu tesouro" e "Secretária eletrônica", além de "Só de brincadeira” (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), "Quero-te assim" (Tito Madi) e "Mar de ilusão" (Djavan). A faixa "Abre coração" foi bastante executada nas emissoras de Rádio, ficando definitivamente associada ao artista.



2007
Em 1983, lançou o LP "Encanto", contendo suas canções "Salto no escuro" (c/ Ney Costa), "Só pra te agradar" (c/ Dadi), "Sufoco ou rebô" e a faixa-título. Também no repertório, "Transas de amor (Os sonhos de quem ama)" (Marina Lima e Antônio Cícero), "Nós dois" (Carlão), "Quase um vício" (Dalto, Renato Corrêa e Cláudio Rabello), "Vou te contar um segredo" (Marcos Cardoso), "Não leve nada a sério" (Guilherme Lamounier), "Ontem hoje amanhã" (Piska), "Feitos de música" (Guilherme Lamounier e Carlos Colla) e "Atos loucos" (Piska e Nando Botafogo). Esse disco contou com a participação especial da cantora Marina Lima, na faixa "Salto no escuro". Também nesse ano, lançou um compacto simples com as faixas "Nós dois" (Carlão) e "Só pra te agradar", de sua parceria com Dadi.

Integrou, como ator e cantor, o elenco do especial infantil "Verde que te quero ver" (Rede Globo/1984), de Paulinho Tapajós e Edmundo Souto, representando o personagem "Palhaço Real", também título da canção de autoria de Edmundo Souto e Paulinho Tapajós interpretada por ele e incluída no LP "Verde que te quero ver" (Som Livre), com a trilha sonora do musical.



Marcelo
Em 1985, gravou o LP "Estrela do meu clip", no qual registrou suas composições "Cantando e andando" (c/ Dadi), "Maluco coração" (c/ Torcuato e Marcos Sabino), "Rockmania", "Reze e berre", "Perdidos na noite" e a faixa-título, além de "Gatinha de rua" (Cazuza e Roberto Frejat), "Bianca" (Joe e Gastão Lamounier), "Amor de ponte aérea" (Nico Resende) e "Clic (Lobão e Bernardo Vilhena). O disco contou com a participação de Cazuza, na faixa "Gatinha de rua".

Lançou, em 1987, o LP "Olhos de diamante" contendo as seguintes canções de sua autoria: "Nosso love me comove" (c/ Evandro Mesquita), "Doce fantasia" (c/ Ney Costa), "Tempo de prazer" (c/ Graça Motta), "Gata feiticeira" (c/ Dadi), "Não pare de sonhar", "Graças a Deus", "Meu bom", "Overdose", "Mais um pouco" e a faixa-título. Também no repertório, a faixa "Todo o amor", versão de Ronaldo Bastos para a música "Love's in need of love today" (Stevie Wonder).

Ainda na década de 1980, integrou o elenco de atores de “Rockmania”, de Adnor Pitanga. Para a trilha sonora, compôs e gravou o tema de abertura do filme.

Em 1994, gravou o CD "Nítido", registrando suas composições "Todo beijo" (c/ Graça Motta), "Cabelo molhado" (c/ Carlos Colla), "Pedras" (c/ Ney Costa), "Ar de amor" e "Pensando em você", além de "Ela é carioca" (Tom Jobim e Vinicius de Moraes), "Trem das 7" (Raul Seixas) e "Meu amor" (Chico Buarque). Complementando o repertório, um pout-pourri com suas canções "Com você eu vou" e "Abre coração", ambas com Jim Capaldi, "Morena" e “De fogo, luz e paixão", ambas com Ney Costa, e "A fuga do centauro” (c/ Dante Milano), e ainda "Tempo de estio" (Caetano Veloso), um de seus maiores sucessos. O disco contou com a participação de Gal Costa, na faixa "Todo beijo".

Era presença constante no quadro “Qual é a Música” do apresentador Sílvio Santos.



No programa do Jô / 2009
Ao longo da carreira foi parceiro de composição e de “cantoria” de grandes nomes da MPB. No Brasil gravou com Gal Costa e Cazuza. No exterior compôs e tocou com nomes como Jim Capaldi, ex-integrante da banda de rock setentista “Traffic”, e George Harrison, ex-Beatle que conheceu através de Capaldi.

Marcelo voltou com força total agora adicionando seu sobrenome Costa Santos ao já conhecido nome artístico. Com a produção de Dadi lançou em 2009 o álbum “Ciclos”, no qual regravou “Morena” e apresentou inéditas, a maioria composta com o irmão Ney. Na faixa “From me to Jim to George”, Marcelo reverencia Jim Capaldi e o ex-beatle George Harrison.

Marcelo permanece compondo e gravando. Mantém uma agenda de shows que o impede de cair no esquecimento por parte do grande público.

Fonte: Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira.



                                                                                                  Marcelo - "Olhos Diamantes" - Cassino do Chacrinha"



                                                       
                                                                               Marcelo - "Com Você Eu Vou" - Programa Qual é a Música"



                                                                                     Marcelo - "Nós Dois" - Globo de Ouro


                                                                       Marcelo - "Abre Coração"


Um comentário: