sábado, 1 de dezembro de 2012

Fátima Guedes

Maria de Fátima Guedes nasceu no Rio de Janeiro/RJ em 6 de maio de 1958.

Nascida no tradicional bairro da Tijuca (na rua Dr. Satamini), foi nesse bairro que cursou o primário no Instituto de Educação e na Escola Azevedo Sodré.


Fátima Guedes
Mudou-se aos 8 anos para o Rio Comprido onde passou a juventude lendo muito e ouvindo música: clássicos por influência do padrasto, hits românticos por influência da moda, e MPB por influência da mãe, professora de literatura, que a introduziu no mundo das palavras. Foi ela que a presenteou com o LP “Chico Buarque Volume 4”, quando Fatima tinha apenas 11 anos.

Começou a compor aos 15 anos e aos 18 já tinha uma linguagem amadurecida em letras e melodias. Inscreveu-se no festival do Colégio Hélio Alonso, onde estudava, e ganhou os prêmios de melhor composição e melhor letra com a canção “Passional”. No júri do festival estavam, entre outros, Maria Bethânia, o produtor Mariozinho Rocha, o poeta e letrista Paulo César Pinheiro e o jornalista Roberto Moura. Este último foi responsável por apresentar Fatima às pessoas do meio musical da época.


Fátima Guedes
Numa reunião na casa do músico João de Aquino, ela conheceu Renato Corrêa, cantor, compositor e na época produtor da gravadora Odeon, que a convidou para gravar seu primeiro disco. Nesse mesmo ano conheceu a cantora Elis Regina que a apresentou em seu especial de fim de ano da TV Bandeirantes.

Autora de trilhas sonoras para teatro, compôs "Onze fitas", para a peça "O dia da caça", de José Louzeiro. Sua musica "Bicho medo" foi gravada por Wanderléia, e "Meninas da cidade" interpretada no show Transversal do tempo, por Elis Regina.

Participou, em 1980, do Festival da Nova Musica Popular Brasileira, com "Mais uma boca". Lançou seu primeiro disco, "Fátima Guedes", em 1979, com as composições "Onze fitas", "Meninas da cidade" e "Passional". Em 1980 lançou outro disco, também com o nome "Fátima Guedes", contendo "Cheiro de mato" e "Mais de uma boca".


Fátima Guedes
Em 1981 lançou "Lápis de cor", com a composição "Arco-íris", e chamou a atenção de toda a critica musical. Em 1983 saiu "Muito prazer", em que se destaca "Absinto"; e, em 1985, "Sétima arte", com a composição de mesmo nome. Seu CD segunte, "Pra bom entendedor", conta com composições suas ("Minha senhora" e "Mãos de jardineiro") e da dupla Guinga e Aldir Blanc.

No início da década de 1990 foi morar em Los Angeles onde fez apresentações em casas de jazz, voltando ao Brasil um ano depois.

Aprimorou seu canto buscando tonalidades mais graves e tornou-se também professora, ministrando aulas e cursos.

Foi gravada por quase todos os grandes nomes da MPB, como Maria Bethânia, Nana Caymmi, Simone, Alcione, Leny Andrade, Beth Carvalho, Ney Matogrosso, Alaide Costa, Jane Duboc, entre outros.


Fátima Guedes
Costuma compor sozinha, mas atualmente seus parceiros vão se tornando cada vez mais numerosos, e entre eles estão artistas como Djavan, Ivan Lins, Joyce, Sueli Costa, Jorge Vercilo e Adriana Calcanhoto.

O mais recente CD é Outros tons (2006), somente com canções esquecidas de Tom Jobim.

Amante da natureza, Fatima reside em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro. É casada com o baixista e engenheiro de som Zeca Winicki com quem tem uma filha, Beatriz.

Continua realizando shows pelo Brasil, divulgando seu trabalho.

Fonte: Cliquemusic e site oficial da cantora.


                                                                        Fátima Guedes e Elis Regina - "Meninas da Cidade"



Nenhum comentário:

Postar um comentário